A vida do tenor urussanguense Aldo Baldin, representada através do filme produzido pelo também urussanguense Yves Goulart, será exibida no Festival Internacional do Documentário Musical, em São Paulo. A primeira exibição acontece na noite desta quinta-feira, dia 13, na Cinemateca Brasileira. De acordo com o cineasta Yves, o festival acontece no mundo todo, sendo essa a versão no Brasil. “São 60 filmes que foram selecionados, a gente tem ali 20 títulos inéditos, tem filme do Rolling Stones, tem filme da Cyndi Lauper, tem filme do Paul Simon e tem dois filmes da música clássica, um é do Aldo Baldin e o outro de um pianista brasileiro”, explica.

Em entrevista, Yves comentou sobre uma coincidência. Aldo Baldin era devoto de Santo Antônio, que tem sua data lembrada no dia 13 de junho, dia da primeira exibição no festival. Segundo o cineasta, a devoção era tanta que Aldo intercedeu para o santo para a gravação de um disco, que chegou a ganhar o Grammy. O assunto foi abordado em entrevista no programa Ponto de Encontro, no qual Yves falou mais sobre o festival e do filme de Aldo Baldin. Ouça na íntegra:

 

Conheça mais sobre a obra na matéria a seguir:

Uma Vida Pela Música: documentário sobre Aldo Baldin será lançado em festival internacional de cinema