A segurança pública em Morro da Fumaça esteve em pauta no Legislativo. Nessa terça-feira, dia 27, os vereadores receberam a delegada da Comarca de Urussanga, Raquel de Souza Freire, e o responsável pela guarnição da Polícia Militar, sargento Emerson Francisco Miyamoto Teixeira.

A reunião foi conduzida pela presidente da Câmara, vereadora Jorgia Guglielmi (PSDB), após solicitação do vereador Luciano Formentin Pereira (PL), através de requerimentos aprovados em plenário. “Foi uma reunião importante para esclarecer algumas dúvidas referentes ao policiamento e trabalhos policiais na cidade. Um momento também de conhecer a nova delegada responsável pela comarca que chegou recentemente em nossa região e que promete fazer um bom trabalho”, disse o vereador Luciano.

A presidente Jorgia afirmou que a aproximação do Legislativo com a população para tratar assuntos em alta no município faz com que as demandas da comunidade tenham mais força a serem reivindicadas. “A segurança pública é um assunto que está sempre em alta em Morro da Fumaça, pois temos em certos períodos problemas pontuais, com furtos cometidos em comércio. Quando essas demandas nos chegam ou através da população ou através dos vereadores, com requerimentos, devemos trazer para o debate entre os representantes e população, para melhores esclarecimentos”, falou.

O representante da Polícia Militar comentou sobre a falta de efetivo policial para atender a cidade que faz limite com diversos municípios. “Nós fizemos algumas prisões por furto, infelizmente esse tipo de crime os sujeitos presos não ficam detidos por muito tempo por conta da lei. A falta de efetivo é uma realidade, o nosso trabalho é feito ostensivamente conforme a disponibilidade de policiais, com blitz, abordagens, operações nos bairros. As ocorrências de furtos aumentam no verão, pois muitos moradores se encontram fora de suas residências e consequentemente acontece mais estatisticamente”, informou.

A delegada Raquel que é um desafio algumas vezes identificar os autores dos furtos, pois faltam informações, imagens e testemunhas que levem os sujeitos à prisão. “É um crime difícil de investigar, mas não impossível, o nosso objetivo hoje é estruturar a polícia para melhor o atendimento ao público e melhorar a dinâmica da polícia para que cheguemos a identificação do autor. Nós dependemos da Legislação Penal, algo que não dá para mudar e não adianta nós debatermos aqui entre nós. Os furtos que aconteceram nos últimos meses aqui na cidade, foram feitos pelo mesmo autor, onde acabamos efetuando a prisão do autor, mas há necessidade de investigar e garantir mandado da justiça para o nosso trabalho ser feito com sucesso, dentro da lei”, relatou.

“O objetivo da reunião foi cumprido, justamente buscarmos os pontos onde nós como legisladores podemos estar buscando junto aos representantes para dar melhores condições aos policiais da nossa cidade estar trabalhando. Na busca de efetivo, viaturas, estrutura, para que seja feito mais do que os policiais já estão fazendo. Todos eles fazem um trabalho excelente, mas as informações repassadas é que alguns policiais poderão deixar o município nas próximas semanas e precisamos buscar força aos representantes estaduais para que esse efetivo seja reposto”, concluiu a presidente do Poder Legislativo, Jorgia Guglielmi.

Colaboração: Samuel Morgenroth Woyciekowski / Assessoria de Imprensa