Após uma semana da prisão preventiva do prefeito de Cocal do Sul, Fernando de Fáveri (MDB), a administração se posicionou pela primeira vez na Rádio Marconi. Nesta quarta-feira, dia 26, o prefeito em exercício, Erik Zeferino Pereira (PL), concedeu entrevista na emissora após tentativas da produção desde o último dia 19, data em que ocorreu a Operação Fundraising. Além do prefeito Fernando, o servidor Gustavo da Silva de Melo também está preso de forma preventiva. Em entrevista, o prefeito interino afirmou que os serviços da prefeitura estão funcionando normalmente e que nenhuma atividade foi parada. Erik ainda disse que o objetivo é dar continuidade às ações que estavam planejadas. Sobre a prisão de Fernando e a operação, Erik afirmou que não pode falar sobre a situação já que os advogados que estão tratando do assunto.

Questionado, o prefeito em exercício afirmou que não teve nenhuma conversa com Fernando. “Nós estamos tocando e fiquem tranquilos que tudo vai dar certo e tudo vai ser esclarecido”, disse. “A gente confia muito na justiça, a gente confia no trabalho da justiça referente a essa ação. A gente sabe da credibilidade, da idoneidade que o prefeito tem, de toda a confiança que o prefeito tem com a população de Cocal do Sul. Então a justiça vai falar por ela mesmo e vai dizer no seu devido tempo o que aconteceu, mas a justiça, eu confio na justiça, a justiça sabe o que faz, e pode ter certeza que o Fernando vai vir de lá com muito mais força, com muito mais pegada do que já foi”, destacou Erik. O prefeito ainda disse que não houve nenhum remanejamento no setor em que o servidor Gustavo trabalha. O servidor preso atua no setor de compras e licitações. Segundo Erik, a área contava com três pessoas e que, mesmo assim, os serviços continuam normalmente.

Ouça a entrevista completa:

 

Entenda mais sobre a situação de Cocal do Sul acessando a matéria a seguir:

Defesa ainda não conseguiu soltura do prefeito e servidor de Cocal do Sul