As chuvas que voltaram a atingir Santa Catarina no fim de semana deixaram o município de Rio do Sul em situação de emergência. Segundo o Relatório elaborado e emitido pela Diretoria de Gestão de Desastres da Secretaria de Estado da Proteção e Defesa Civil (SDC), 20 municípios registraram ocorrências por conta das chuvas que atingiram as regiões catarinenses, ocorrendo com maior intensidade entre o Meio-Oeste, Planalto Sul e trechos do Alto e Médio Vale do Itajaí, Litoral Sul e Grande Florianópolis.

Até esse domingo, apenas o município de Rio do Sul havia providenciado decreto de situação de emergência (SE). No município, foram abertos três abrigos; o nível do Rio Itajaí- Açu chegou aos 9,06 m nas últimas 8 horas e choveu 217 milímetros nas últimas 48 horas. “Determinei a ativação do Centro de Integrado de Operações da Defesa Civil estadual para monitorar a situação das chuvas em Santa Catarina. Hoje a chuva diminuiu mas precisamos ter atenção aos níveis dos rios”, explica o governador Jorginho Mello.

De acordo com o relatório emitido pela Defesa Civil na manhã de domingo, 117 pessoas encontram-se desalojadas, sendo 39 Presidente Getúlio, 36 em Pouso Redondo, 35 em Taió e sete em Blumenau. Além disso, 614 estão desabrigados, sendo 467 em Rio do Sul, 41 em Lontras, 40 no município de Presidente Prudente, 27 na Agronômica, 15 em São João Batista, 14 no município de Taió e 10 em Blumenau.

A região Sul do estado também voltou a ser atingida pelas chuvas neste fim de semana. Do evento climático dos dias 11 e 13 de maio ainda estão desalojadas 153 pessoas no município de São João do Sul e quatro em Passos de Torres. “A condição neste domingo, 19, já é mais favorável. Eventualmente uma garoa, mas a chuva já deu uma trégua, a gente começa a fazer paulatinamente os atendimentos até o retorno da normalidade. Tem situações que preocupam e ainda tem muita água descendo do Vale. Em Taió, Rio do Oeste, Laurentino o nível do rio ainda sobe. Alguns municípios nesse momento estão em emergência, ou seja, já houve o extravasamento da calha do leito natural do rio. Então é preciso que as pessoas ainda se mantenham vigilantes”, afirma Fabiano de Souza, secretário de Estado da Proteção e Defesa Civil.

De acordo com o Monitoramento Meteorológico da Secretaria de Estado da Proteção e Defesa Civil de Santa Catarina, as chuvas que atingiram em todas as regiões catarinenses, ocorrendo com maior intensidade entre o Meio-Oeste, Planalto Sul e trechos do Alto e Médio Vale do Itajaí, Litoral Sul e Grande Florianópolis. Nas últimas horas, os maiores acumulados ficaram em 233.3 mm em Vidal Ramos, 217.9 mm em Rio do Sul, 213.7 mm em Lontras e 197.1 mm em Botuverá. A tendência é que até o final do domingo a chuva diminua e a semana comece com tempo estável.

Recomendações para a população

  • Mantenha-se informado sobre as condições meteorológicas locais nas redes oficiais da SDC;
  • Não trafegue em áreas sujeitas a alagamentos;
  • Não transite em pontes ou pontilhões submersos;
  • Cuidado redobrado com crianças próximas a rios ou ribeirões;
  • Reforce a segurança em telhados e estruturas que possam ser afetadas por ventos fortes;
  • Evite atividades ao ar livre durante temporais e busque local abrigado;
  • Fique atento a inclinação de postes e árvores;
  • Fique atento aos movimentos de terra ou rochas próximas a sua residência;
  • Fique atento a rachaduras em muros e paredes.

Avisos e Alertas da SDC

A Secretaria de Estado da Proteção e Defesa Civil de Santa Catarina reitera a necessidade de acompanhar diariamente os avisos e boletins devido às constantes atualizações nos modelos de previsão do tempo.

Para receber os avisos e alertas da Secretaria de Estado da Proteção e Defesa Civil de Santa Catarina por SMS, cadastre-se com seu celular. Basta enviar o CEP de sua cidade ou da localidade que deseja monitorar (com ou sem hífen ou espaço) por SMS para o número 40199.

Para inserir mais de um CEP a ser monitorado, basta repetir o procedimento. Além disso, acompanhe diariamente os avisos e boletins de previsão do tempo devido às atualizações nos modelos meteorológicos no site www.defesacivil.sc.gov.br.

Com informações da Agência Catarinense de Notícias