Noite de autógrafos encerra atividade no CEP Lydio de Brida

O evento contou com o encerramento das atividades e com o autógrafo dos alunos em seus próprios livros desenvolvidos pelo projeto da Estante Mágica

Foto: Comunicação Prefeitura de Urussanga

A noite de terça-feira, dia 26, foi especial para os alunos, familiares e professores do CEP Lydio de Brida. Eles participaram de uma noite especial com atividades que finalizaram o ano letivo de 2019.

“O evento contou com dois momentos distintos. O primeiro foi o encerramento do ano letivo da Educação Infantil com apresentações. O segundo momento, a noite de autógrafos, que foi promovida por meio do projeto da Estante Mágica, onde cada aluno escreveu sua própria história com a participação dos professores e familiares e apresentou seu próprio livro durante o evento. O intuito foi de incentivar a escrita, leitura e promover uma viagem ao mundo da fantasia”, comentou a coordenadora Cristiane Freccia, idealizadora do projeto.

Para a diretora do CEP Lydio de Brida, Andréa Possamai, o hábito da leitura deve ser estimulado ainda na infância para que a criança aprenda que ler é algo importante e, acima de tudo, prazeroso. “Uma leitura realizada com prazer desenvolve a imaginação, a escuta atenta e a linguagem das crianças”, garante a diretora.

De acordo com a secretária de educação de Urussanga, Janea Possamai, a iniciativa é importante para levar ainda mais conhecimento aos alunos da rede municipal. “Estamos sempre incentivando projetos de leitura e escrita nas escolas. Não é fácil para os professores competirem com as tecnologias, e projetos como esse que envolvem as famílias contribuem  muito para o processo de aprendizagem e a autoestima dos nossos alunos. Foi uma noite linda com a presença dos autores e familiares e do prefeito municipal. Parabenizamos a equipe Lydio de Brida por mais este evento de sucesso”, finaliza.

A Rádio Marconi esteve presente no evento e durante a programação de hoje você confere a reportagem completa. 

Colaboração: Comunicação Prefeitura de Urussanga/ Jornalista Paulo Fernandes