Polícia Civil de Laguna prende fornecedor de drogas no Paraná

A investigação iniciou no ano passado, quando a Polícia Civil apreendeu 370 quilos de maconha em Imbituba

Foto: Polícia Civil

Nesta sexta-feira (14), a Divisão de Investigação Criminal de Laguna deflagrou a Operação “El Patron”, com o objetivo de realizar a prisão de um dos maiores fornecedores de cocaína e maconha do oeste do Estado do Paraná. As investigações policiais iniciou após a apreensão de 370 quilos de maconha no dia 19 de agosto de 2019, no município de Imbituba, após policiais civis tomarem conhecimento que a carga chegaria a cidade.

Os policiais civis da 18ª Delegacia Regional de Laguna realizaram monitoramento ininterrupto por quase 8 horas, em um dos acessos da cidade, quando então flagraram o veículo alvo das denúncias. Após a abordagem, localizaram e apreenderam os 370 quilos de maconha. Um casal foi preso em flagrante por tráfico de drogas. Em processo-crime que tramitou no município de Imbituba, referido casal já restou condenado a 8 e 9 anos de reclusão pelo Poder Judiciário local.

Em continuidade à apuração do fornecedor de referida carga, policiais da Divisão de Investigação Criminal de Laguna descobriram que o material foi encaminhado por um dos maiores fornecedores de maconha e cocaína de Francisco Beltrão, oeste do estado do Paraná, localizado há cerca de 11 horas do município de Laguna. Ainda, que referido investigado era responsável pela distribuição, fornecimento e entrega de elevadas quantidades de droga para todo o Brasil. Apuraram que o fornecedor da carga apreendida se encontrava associado a outros quatro indivíduos, que possuíam a específica função de preparar e enviar toneladas de droga para outros Estados. Todos já se encontram presos.

A Operação Policial foi coordenada pelo Delegado Bruno Fernandes, denominada de “El Patron por conta do vasto poderio econômico do investigado, que aumentou exponencialmente seus bens, inclusive comprando veículos de luxo, lanchas, sítios e demais chácaras no oeste do Paraná, tudo por conta dos lucros obtidos com a prática criminosa.

Com a prisão realizada nesta sexta-feira (14), a Polícia Civil encerrou a investigação, que apurou e desmantelou uma célula organizacional. Participaram da operação os policiais civis da DIC de Laguna (PCSC), da DIC de São Lourenço do Oeste (PCSC), da Delegacia de Polícia Civil de Francisco Beltrão (PCPR) e do DENARC (PCPR).