A noite de observação da superlua desta terça-feira, dia 1°, atraiu mais de mil visitantes ao Parque Astronômico Municipal Albert Einstein E=mc², em Criciúma. O local registrou o maior público desde a sua inauguração, no início do ano. Quem passou pelo parque pode observar o fenômeno natural através dos quatro telescópios, de forma gratuita. A programação segue até sexta-feira, dia 4, com práticas de observação a partir das 19h.

Segundo a gerente administrativa do Parque Astronômico Municipal, Andreia Zomer, a expectativa de público para a noite era de 500 pessoas, porém, em função do céu limpo e da temperatura agradável, o fenômeno atraiu aproximadamente 1.200 pessoas. “O evento foi um sucesso. Nossas expectativas de público foram totalmente superadas, o que nos enche de alegria. A superlua trouxe um público incrível para o parque. Pessoas de todas as idades aguardavam com entusiasmo nas filas para observarem nos telescópios”, comemorou.

O fenômeno da superlua aconteceu em função do perigeu, momento em que a Lua fica visivelmente maior e mais brilhante por estar em seu ponto mais próximo da Terra. O termo criado nos anos 1970 pelo astrólogo Richard Nolle é frequentemente usado para se referir a luas cheias ou novas que ocorrem dentro de aproximadamente 90% da distância mínima entre a Lua e a Terra. O fenômeno é um evento natural e pode acontecer mais de uma vez por ano, sendo possível observá-lo a olho nu.

“Este foi mais um grande evento realizado no nosso Parque Astronômico Municipal, que integra um complexo de equipamentos turísticos, com a Mina de Visitação Octávio Fontana, o Mirante Realdo Santos Guglielmi e o Parque Ecológico do Morro Cechinel, que vamos implantar. O Parque Astronômico Municipal tem esse papel: oportunizar a busca pelo conhecimento e proporcionar momentos de lazer às famílias”, contou o prefeito de Criciúma, Clésio Salvaro.

Nesta quarta-feira, dia 2, os professores do Clube de Astronomia Estrelas Carvoeiras farão uma palestra com o tema “Desvendando Nosso Satélite Natural”, às 18h30, para o público em geral. De acordo com a professora e coordenadora dos Clubes de Astronomia da Secretaria de Educação, Vanessa Medeiros, o objetivo da iniciativa é ampliar os conhecimentos da população sobre o tema. “Será uma aula completa sobre as características gerais da Lua. Vamos falar desde o conceito do satélite natural e como ele se formou até suas fazes, quando está mais próximo e mais afastada da Terra”, ressaltou.

Colaboração: Eduarda Salazar / Decom Criciúma