Hoje com 9 anos de idade, Maria Luiza dos Santos possui neurofibromatose tipo 1 desde bebê. Moradores do bairro Naspolini, em Criciúma, a família realiza ações sociais em prol de arrecadação de recursos para o tratamento de Maria Luiza. De acordo com a mãe, Cristiane Aparecida dos Santos, a filha possui uma deformidade física na perna direita. Foram realizadas diversas cirurgias, já que a doença pode gerar fraturas com muita facilidade, independente de quedas ou não.

Conforme a mãe, alguns especialistas dizem que a deficiência na perna foi causada por um acidente que sofreu ainda na gravidez. No entanto, há outros especialistas que afirmam que o acidente não tem relação. “Na época, eu trabalhava na UPA 24 horas, e eu estava indo para o trabalho e um carro, eu esperando ali, aguardando a passagem dele, ele simplesmente bateu em mim, eu grávida de sete para oito meses da Maria. Foi onde a perninha dela quebrou ali dentro da barriga mesmo, e como é cartilagem, na época consolidou rápido”, explica Cristiane.

O assunto foi destaque em entrevista na Rádio Marconi. Ouça na íntegra e entenda mais:

 

A mãe ainda explica que a neurofibromatose também causa manchas do tipo “café com leite” pelo corpo, que podem vir a se tornarem nódulos. Segundo Cristiane, a doença não tem cura, apenas tratamento, que é realizado em Curitiba. Por ser particular, a família, composta por 7 irmãos ao total e pelos pais, desenvolve ações sociais para arrecadar o dinheiro. Agora, uma nova campanha foi lançada no último dia 19 de março, com o objetivo de angariar cerca de R$ 35 mil para a realização de uma nova cirurgia.

Para a campanha, a família criou uma Vakinha, que pode ser acessada CLICANDO AQUI. Quem preferir, uma chave Pix cadastrada no CPF da mãe, Cristiane Aparecida dos Santos, também está disponível para doações. Basta enviar qualquer valor para a chave 061.616.439-44.