O atendimento do TeleCovid de Criciúma, que era prestado por meio do telefone 3444-7162, migrará a partir desta sexta-feira (11), para a discagem 156. Lançado por meio da Secretaria Municipal de Saúde, o serviço visa orientar e informar a população sobre a Covid-19 e funcionará 24 horas. A inciativa opera em conjunto com o canal da Universidade do Extremo Sul Catarinense (Unesc), através do SOS Unesc Covid-19, que atende pelo WhatsApp (48) 9 91 83 86 63, das 8h às 20h.

O repórter Edi Carlos De Rezende conversou com o Diretor da Diretoria de Tecnologia da Informação (DTI), Tiago Pavan. Ouça abaixo:

 

Informações sobre as medidas de isolamento e restrições, recomendações para prevenção, como fazer o tratamento, horário e local para atendimento são alguns exemplos do serviço prestado pelo TeleCovid de Criciúma. A Secretaria de Saúde disponibiliza uma equipe multiprofissional qualificada, evitando assim o deslocamento dos pacientes e contribuindo para a diminuição do contágio. O atendimento será 24 horas. Os boletins diários serão repassados para contabilizar a quantidade e tipificação dos atendimentos, gerando dados epidemiológicos.

No site principal da Prefeitura será implantada uma espécie de robô, que direciona a pessoa para um canal de atendimento do mesmo serviço. Um ícone de bate-papo, localizado no canto inferior direito da tela, estará à disposição das pessoas que quiserem tirar dúvidas sobe a doença sem precisar efetuar a ligação.

O número 156 faz parte da Ouvidoria Geral da Prefeitura Criciumense e foi adotado para o serviço como uma forma de facilitar o contato da população. Para que isso fosse possível, a equipe da Tecnologia da Informação (TI) instalou um equipamento chamado Unidade de Resposta Audível (URA). “Esse mecanismo é um sistema de telefonia automatizado que possibilita a pessoa escolher o atendimento que precisa, discando um número específico. Desta forma, o cidadão será direcionado exclusivamente para o Covid-19”, destacou o diretor da Diretoria de Tecnologia da Informação (DTI), Tiago Pavan.

Colaboração Texto: Letícia Ortolan / Comunicação Prefeitura de Criciúma