A Associação dos Municípios da Região Carbonífera (Amrec) fundou o Colegiado de Desenvolvimento Econômico. A fundação do colegiado aconteceu na quinta-feira, dia 9. O tema já foi aprovado pelos prefeitos da Amrec em novembro de 2020, com foco na execução do Plano de Desenvolvimento Econômico, elaborado pela Universidade do Extremo Sul Catarinense (Unesc).

O encontro foi coordenador pelo diretor executivo da Amrec, Cledio Fachin, que lembrou que o momento era uma situação de conhecer a realidade de cada município e para avaliar a criação do colegiado. De acordo com Fachin, o regimento interno e a eleição de uma diretoria será realizado no próximo encontro.

O assunto foi abordado em entrevista com Cledio no programa Comando Marconi. Ouça:

 

Outro assunto abordado na reunião foi o Centro de Inovação. O diretor de Desenvolvimento Econômico, Tecnologia e Inovação da prefeitura de Criciúma, Aldinei Potelecki, disse que há uma sugestão para que um representante da Amrec tenha cadeira ativa no Conselho de Administração do Centro de Inovação. Fachin sugeriu que esse representante seja alguém deste colegiado.

Além disso, Potelecki parabenizou a iniciativa da Amrec pela formação do colegiado, e disse que já estava em tempo de ter um para tratar especificamente do desenvolvimento econômico da região. “Precisamos entender como cada município está se posicionando e como que cada um está trabalhando para trocar experiências. A expectativa é que a gente possa trabalhar em conjunto, em harmonia com todos os municípios, pensando no desenvolvimento de todos. Se Criciúma vai bem, todos se desenvolvem. E o contrário a mesma coisa, qualquer município que cresça, todos vão crescer”, comentou.

O secretário de governo de Orleans, Gabriel Bianco, destacou que a formação do grupo é importante para que a região possa pensar em estratégia de fortalecimento de cada município, mas em conjunto. “As dificuldades que a gente encontra no município A ou B, são as mesmas encontradas em todos eles. Precisamos traçar estratégias para que em conjuntamente todos trabalhem juntos, com o Governo do Estado, com o Governo Federal, sobre Ferrovia, sobre Porto, Transporte Aéreo, sobre o ICMS e que vão trazer retorno no futuro”, disse Gabriel.

Colaboração: Antonio Rozeng / Assessoria de Imprensa