O Programa de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) de Içara, preocupado com a recorrência de golpes praticados principalmente de forma virtual, divulgou as ocorrências mais comuns durante 2023 para alertar os consumidores. O órgão orienta a preferir apenas sites confiáveis ao efetuar uma compra online.

“Quando se trata da internet, todo cuidado é pouco. Desconfie de perfis que vendem produtos com preços muito abaixo do valor de mercado, seja através de ofertas pelo e-mail ou até mesmo pelo Instagram. Verifique se a loja tem site e leia as considerações deixadas por outros clientes”, afirma o coordenador municipal do Procon, José Silvano.

Outro cuidado a ser tomado é, em hipótese alguma, repassar informações pessoais ao telefone. Jamais obedecer às ordens de alguém que vier a se apresentar como um representante ou gerente do banco, ou instituição financeira. “Pesquise sobre o modus operandi. Na maior parte das vezes o golpe já está manjado e existem diversas matérias na internet alertando. Desconfie sempre de links suspeitos também. Dinheiro fácil não existe”, pontua Silvano.

Em um esforço para combater os golpes virtuais cada vez mais frequentes, o programa Comando Marconi buscou ouvir o coordenador José Silvano, que compartilhou dicas importantes para se proteger de fraudes online. Ouça a entrevista completa:

 

Os golpes mais comuns de 2023 foram:

– Recebimento de e-mail do Procon;

– WhatsApp com mensagem de empréstimo consignado e sua devolução;

– Venda de veículos com antecipação de valores via PIX ou depósito;

– Venda por aplicativo (Facebook, Instagram, etc);

– Impressão de boletos de sites piratas;

– Pedido de ajuda, com doações via PIX ou vaquinha virtual;

– Ligações recebidas de golpistas, se passando pelo gerente do banco;

– Golpe da violação do aplicativo do banco.

Para abrir reclamação, procure pessoalmente o Procon mais próximo.

Colaboração: Comunicação Prefeitura Municipal de Içara