Duas pessoas foram encaminhadas à delegacia no início da tarde desta sexta-feira após desacato e agressão a policiais militares, durante uma fiscalização no centro de Tubarão.

A PM prestava apoio a fiscais do município de Tubarão, enquanto vistoriavam a venda de morangos em um dos semáforos da avenida Marcolino Martins Cabral. De acordo com a polícia, quando os produtos começaram a ser recolhidos, já que não cumpriam o que determina a legislação, dois vendedores se exaltaram e um deles jogou um objeto de concreto em um dos policiais. O militar não se feriu.

A PM informou que, durante a fiscalização, os vendedores começaram a jogar os produtos no chão e também contra os fiscais. Ainda conforme o Boletim de Ocorrência, um dos vendedores ameaçou os policiais dizendo: “Policial bom é policial morto. Isso não vai ficar assim”, informou a PM, em nota.

Um dos vendedores conduzido é adolescente, o outro tem 22 anos. A polícia informou que o mais velho tem ao menos 13 registros de BO por violência doméstica, violação de domicílio e posse de drogas. Natural do Ceará, ele prestou depoimento e foi liberado depois de assinar um Termo Circunstanciado (TC). O menor foi encaminhado à delegacia especializada e também foi liberado.

Operação foi planejada na quinta-feira pelo Gabinete de Gestão Integrada

De acordo com a prefeitura de Tubarão, a operação conduzida pelo Departamento de Fiscalização de Obras e Posturas foi planejada e decidida na quinta-feira durante reunião do Gabinete de Gestão Integrada (GGI), que trata de assuntos da segurança pública e é formado por integrantes de instituições como Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Guarda Municipal e Câmara de Vereadores.

“Recebemos na Ouvidoria da prefeitura muitas denúncias e reclamações sobre esse comércio irregular, não somente de frutas, mas também de outros produtos de origem duvidosa. Operações como essa passarão a ser rotineiras. Sei que muitos vendedores ambulantes trabalham para tirar o sustento de suas famílias, mas a Lei que regula o comércio de nossa cidade precisa ser respeitada e cumprida por todos”, destacou o prefeito Joares Ponticelli.

Fiscalização abrangeria todos os ambulantes do Centro

A abordagem, legal e regular, segundo o município, atendeu também à solicitação da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), já que os vendedores ambulantes não cumprem a legislação. O foco seria todos os ambulantes que estivessem no Centro, mas a fiscalização teve problemas na primeira abordagem diante dos vendedores de morangos.

O GGI, que determinou a operação de fiscalização, tem feito reuniões mensais para buscar soluções para a segurança pública de Tubarão. Entre os encaminhamentos já realizados estão a criação da lei que regula a atuação de artistas de rua e panfletagem em vias públicas, a que regula pedágios beneficentes e o cadastramento dos artistas de rua.

Com informações do Jornal Notisul