O desembargador do Tribunal de Justiça (TJ), Artur Jenichen Filho, concedeu liminar na tarde desta terça-feira, 17, acatando agravo de instrumento protocolado pela Companhia Catarinense de Água e Saneamento (Casan), permitindo que a estatal fique nas instalações em Morro da Fumaça até novo julgamento.

Conforme o advogado da Casan, Haneron Victor Marcos, a liminar derruba a decisão da juíza da Comarca de Urussanga, Karen Guollo, que no fim da tarde do dia 9 deu cinco dias úteis a partir da intimação para a estatal deixar o Município. “Depois haverá uma sessão de julgamento com três desembargadores para analisar o recurso que a Prefeitura deverá colocar, mas isto é mais adiante”, comenta o advogado.

Fonte: Bruna Borges / DN Sul