Em Cocal do Sul, um importante grupo presta apoio às mulheres com câncer. A Associação Amigas do Peito busca acolher mulheres que recebem o diagnóstico de qualquer tipo de câncer. O grupo desenvolve trabalhos e atividades de conscientização sobre a importância do diagnóstico precoce. De acordo com a presidente Fátima Cologni, é necessário alertar sobre a doença a todo tempo, principalmente as mulheres, não só durante a campanha do Outubro Rosa.

As mulheres participantes trocam experiências de vida durante os encontros. No caso da presidente Fátima, o câncer foi descoberto através do autoexame. No início, o nódulo que sentiu, na verdade, era falso, porém, os exames realizados mostraram um outro já nascendo, sendo diagnosticada logo no início do câncer. “O chão cai, é praticamente uma semana de luto emocional, porque tem tudo isso, tem mil e uma perguntas dentro da gente. Porque você se questiona, questiona e questiona, quer buscar uma resposta imediata”, conta Fátima.

Para destacar sobre a importância do grupo e contar histórias de mulheres no Dia Internacional da Mulher, o programa Ponto de Encontro realizou uma entrevista especial com Fátima e com a vice-presidente Giovana Savi Rosso. Ouça na íntegra:

Parte 01

 

Parte 02

 

Atualmente, a Associação Amigas do Peito está atendendo no mesmo prédio da Secretaria de Educação e Corpo de Bombeiros, no centro de Cocal do Sul. A partir desta semana, o grupo estará se reunindo todas as terças-feiras, das 13h30 às 16h30. Conforme a presidente Fátima, há planos para que a associação atenda em um espaço maior, com mais salas para atender cada mulher de forma individual, nas mais variadas áreas, desde fisioterapia até atendimento psicológico. Além disso, existe um projeto para que as mulheres se reúnam em um sábado de cada mês para fazer diversas atividades.