Com a chegada do inverno, aumento das doenças respiratórias e por conta das férias escolares, é comum que os estoques de sangue baixem. Por isso, o Centro de Hematologia e Hemoterapia de Santa Catarina (Hemosc) reforça a importância de se um doador de sangue. Além disso, este mês é especial por conta da campanha Junho Vermelho, no qual o Dia Mundial do Doador de Sangue é lembrado no dia 14.

Nos primeiros cinco meses do ano, Santa Catarina registrou a doação de sangue de mais de 50 mil pessoas. Porém, é necessário que o número aumente para que os estoques estejam em quantidades seguras para a demanda. O assunto foi destaque em entrevista no programa Comando Marconi com a analista do setor de Captação de Doadores do Hemosc de Criciúma, Daniela Elias. Ouça mais:

 

Para ser um doador é preciso estar em boas condições de saúde, ter entre 16 e 69 anos (jovens de 16 e 17 anos deverão estar acompanhados por um responsável legal) e pesar mais de 50 quilos. Não é necessário jejum, mas é recomendável uma alimentação sem gordura nas quatro horas antes da doação. É necessário apresentar documento com foto. Além disso, uma pessoa que foi vacinada contra a Covid-19 poderá doar após sete dias depois de ter feito a aplicação. Saiba mais sobre os critérios para doação de sangue acessando aqui.

As pessoas de Criciúma e região que querem doar sangue, precisam realizar agendamento através do site do Hemosc ou ligar pelo telefone no número (48) 3444-7410. Acompanhe o trabalho feito pelo Hemosc através das redes sociais: FacebookInstagram e Site.