O Espetáculo “Arroz e Feijão: em Colapso no Sistema” do Grupo Teatro Revirado será apresentado no Teatro Elias Angeloni nesta terça-feira, dia 28, às 20h. A peça esteve em turnê recente passando por 45 municípios do Sul de Santa Catarina, com 90 apresentações e sendo prestigiada por cerca de 20 mil pessoas. “Esta é uma oportunidade para o público da região que não conhece assistir no teatro a nossa  apresentação”, explica o ator da peça, Adriano Medeiros.

O musical enaltece a importância do Arroz e do Feijão para uma alimentação saudável através da educação nutricional.  Os detetives Arroz e Feijão têm a missão de desvendar quem está por trás dos misteriosos crimes que estão ocorrendo dentro do corpo humano e quem está causando o colapso no sistema digestório. Na mesma noite, o grupo teatral da Escola Especial Sonho Dourado, da Apae de Içara, apresenta o teatro “Clown e Down: O espetáculo da bailarina”. A peça trabalha com uma das vertentes do teatro: a apalhaçaria, que consiste na “arte dos palhaços”, e que envolve muitas brincadeiras e risadas. A montagem conta com oito participantes e sendo os protagonistas, todos pessoas com síndrome de Down. O assunto foi abordado em entrevista, ouça:

 

ESPETÁCULO PROMOVE A ACESSIBILIDADE

A 5ª edição do Festival Nacional de Teatro Revirado abre oportunidade para a inclusão com o Espetáculo “Além da Heroína, uma história de Anita Garibaldi”, pela Cia O Sombrista de Turvo.  A peça foi apresentada na manhã desta terça-feira, dia 28, no Cine Teatro Itália, no Bairro da Juventude. A história promove a reflexão sobre o papel da mulher na sociedade através do resgate da figura de Anita Garibaldi. Estimula o pensamento sobre temas relevantes para as mulheres como as vulnerabilidades e humanidades despertando empatia sobre a condição feminina apresentada. Um outro objetivo é promover um teatro acessível para todos. “O público vai assistir e vai ouvir as imagens do espetáculo narradas de forma poética e aberta onde todos ouvem a narração. Ela contempla pessoas com algum tipo de dificuldade de visão, pessoas com algum tipo de síndrome e pessoas sem hábito de assistir peças teatrais”, explica a diretora Diana Manenti.

O Festival é promovido pelo Grupo de Teatro Revirado e conta com a participação de 14 grupos de teatro das regiões sul, sudeste e nordeste do Brasil e também da Argentina com um total de 27 apresentações gratuitas para diversos públicos. A mostra acontece em quatro cidades: Criciúma, Orleans, Içara, Cocal do Sul e Forquilhinha.

Todas as noites o teatro abre as portas para apresentações teatrais com linguagens e temáticas bem diversificadas às 20h. A programação é o grande diferencial das outras edições, pois deixa de ser itinerante. Importante observar a classificação indicativa. Os ingressos estão disponíveis para reserva gratuita na plataforma https://minhaentrada.com.br ou 30 minutos antes no teatro. Em ação solidária aos irmãos gaúchos, o teatro está recebendo doações de kits de higiene e ou produtos de limpeza.

As apresentações são realizadas ainda em parques, praças, centros culturais e teatros das cidades. A extensa programação é um dos eventos artísticos mais importantes do calendário cultural do sul de Santa Catarina. Promovido a cada dois anos, a primeira edição foi realizada em 2017 em comemoração aos 20 anos de trajetória do Grupo de Teatro Revirado.

Foram 429 peças inscritas do Brasil e Argentina. Para este ano, entre artistas e produção local, o Festival conta com aproximadamente 150 pessoas envolvidas diretamente, movimentando e aquecendo a economia local.  O V Festival Nacional de Teatro Revirado é realizado em parceria com o Ministério da Cultura, com patrocínio da Eliane, Diamante Energia, Farbem e Giassi Supermercados por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura – Lei Rouanet. Conta com o apoio da Brametal e da Prefeitura Municipal de Cocal do Sul e da Prefeitura Municipal de Orleans e da LeyBack.

Confira a programação completa:

29/05

  • Criciúma

Teatro Elias Angeloni, 9:30h

Rio Bernunça, da Cia Cobaia Cênica, de Rio do Sul/SC

Teatro Elias Angeloni, 20h

Homens Pink: La Vaca, da Cia de Artes Cênicas, de Florianópolis/SC

  • Orleans

Centro Cultural Galiano, 9:30h e 14h

Percursos: O Último Voo de um Menino, do Poeira Grupo de Teatro, de Florianópolis/SC

  • Forquilhinha

Waldemar Casagrande

9:30h e 14h

Quanta Coisa O Lixo É, da Cia UsFulano, de Arujá/SP

30/05

  • Criciúma

Parque Altair Guidi, na Frente da Lei Back 15h

Laborioso Contato: Um Palhaço Anuncia O Fim do Mundo, da Trupe Motim de Teatro, de Quixeré/CE

Parque Altair Guidi, 16h

Discotecagem 100% Vinil Brasilidades, com Kanarek (Barato Total)

Parque Altair Guidi, 16:30h

Um Sorriso Vale Mais Que Mil Palavras, do Grupo Variedades Escênicas, de Buenos Aires/ARG

Teatro Elias Angeloni, 20h

Cansei de Ser Partner, do Bando Golíardis, de São Paulo/SP

31/05

  • Criciúma

Praça Nereu Ramos, 12:30h

Fidedina y el mar, do grupo La Caravana de Buenos Aires/ARG

Bairro Renascer, 15h

Projeto Nunca Pare de Sonhar

Laborioso Contato: Um Palhaço Anuncia O Fim do Mundo, da Trupe Motim de Teatro, de Quixeré/CE

Teatro Elias Angeloni, 20h

Maquinista, do Grupo Pavilhão da Magnólia, de Fortaleza/CE

01/06

  • Criciúma

Praça Nereu Ramos, 10:30h

O Lançador de Foguetes, do Grupo Pernas Pro Ar, de Canoas/RS

Garden Pub:

20h Peça de teatro “Rinha” do Grupo Risco de Teatro de Itajaí -SC

21:00 Banda Africatarina, de Florianópolis/SC

22:30 Banda Oito, de Cocal do Sul/SC