O Senador Paulo Bauer foi oficializado na última semana como pré-candidato do PSDB ao Governo do Estado. A decisão foi tomada em reunião da Executiva Estadual do Partido, na Capital, com a presença de mais de 200 lideranças tucanas, entre prefeitos, vice-prefeitos, vereadores, representantes dos segmentos partidários e ainda vários pré-candidatos a deputado estadual e federal nas eleições de outubro.

Para o agora pré-candidato, a estrutura do partido hoje é completamente diferente daquela que ele tinha à disposição há quatro anos, quando disputou pela primeira vez o governo estadual. “Hoje, a estrutura do PSDB em Santa Catarina não deve nada a nenhum outro partido. Trabalhamos muito desde 2014, sob a liderança incansável do nosso presidente Marcos Vieira, e os resultados todos já conhecem muito bem: o PSDB está pronto não apenas para disputar a eleição e dessa vez não faltar aquele 1% que nos faltou há quatro anos, mas para governar Santa Catarina do jeito tucano a partir de 1º de janeiro”, disse Paulo Bauer.

Ouça a entrevista exclusiva com o senador catarinense realizada na manhã desta segunda-feira (23), ao locutor Geraldo Custódio:

 

Paulo Bauer comentou sobre a situação de seu companheiro de partido Aécio Neves, que se tornou réu, e ressaltou que a lei no país deve ser para todos.

 

Quem é Paulo Bauer

Paulo Roberto Bauer nasceu em Blumenau, em 20 de março de 1957 (61 anos). Filho de Victor Bauer e Elvira Henschel Bauer, foi criado em Jaraguá do Sul, onde começou a trabalhar aos 12 anos de idade na fábrica de chapéus da família. Aos 18 anos, partiu rumo a Joinville, onde fez as faculdades de Ciências Contábeis e Administração na Furj, atual Univille, e iniciou a militância política presidindo o Diretório Acadêmico da instituição e criou sua base política.

Em 1980, já em Florianópolis, assumiu a vice-presidência da Empresa de Eletrificação Rural de Santa Catarina (Erusc), onde chegou a ser presidente e permaneceu até 1986, quando se elegeu deputado estadual. Depois disso, foi deputado federal em quatro mandatos (1991-1995, 1995-1999, 2003-2007 e 2009-2010), vice-governador (1999-2002) e Secretário de Estado da Educação em dois governos distintos (Vilson Kleinübing e Luiz Henrique da Silveira). Em outubro de 2010, com 1.588.403 votos, foi eleito Senador da República. É o atual líder da bancada do PSDB no Senado desde o início de 2017.

Casado com Débora Cani Bauer, é pai de cinco filhos: Carolina, Gabriela, Paulo Eduardo, Bárbara e Leonardo.

O PSDB em Santa Catarina

– Presente nos 295 Municípios
– 250 Diretórios formados
– 105 mil filiados
– 39 prefeitos
– 33 vice-prefeitos
– Administra mais de 1 milhão de catarinenses