Cuidar das plantas, da terra e, consequentemente, da produção, seja dos mais variados tipos. Essa é a principal função do engenheiro agrônomo, profissão que existe há vários anos. A atividade e sua importância para a agricultura foram destaque no último dia 13 de setembro, data em que se é lembrado o Dia do Engenheiro Agrônomo. “A gente vai cuidar da produção de alimentos, da saúde das plantas para que nós possamos ter uma agricultura que dê renda ao produtor, que para economia seja muito importante e para a sociedade como um todo”, ressalta o engenheiro Emílio Della Bruna, formando na área há mais de 40 anos.

Henrique Viana e Silva, também atuante na profissão, destaca que a agronomia é uma das engenharias mais antigas junto com a engenharia civil. Prova disso é o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea), que foi criado contendo as duas áreas. Com o passar do tempo outras engenharias foram integradas ao conselho. “O engenheiro agrônomo é um consultor aliado do produtor do campo e do empresário do campo. A função da engenharia agronômica tem um curso muito amplo”, ressalta. Para lembrar da data e da importância da profissão, o programa Ponto de Encontro realizou uma entrevista com os dois profissionais. Ouça mais:

Parte 01

 

Parte 02

 

Tanto Emílio como Henrique se graduaram na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), em épocas diferentes. Emílio se formou em 1982 e Henrique em 2010. “A evolução na agronomia aconteceu ao longo dos anos, com o aumento das tecnologias que foram sendo incorporadas ao setor e por outras tecnologias que foram usadas pela agronomia na produção”, frisa Emílio. “Hoje a agronomia é muito mais evoluída, ela trabalha com a informática. A internet é fundamental para o trabalho do agrônomo”, acrescenta Della Bruna.

O engenheiro destaca que a tecnologia permitiu diversos avanços. “A gente conseguiu aumentar a produtividade de maneira astronômica, nós temos as melhores produtividades do mundo, e isso permitiu que em menos área se produzisse muito mais, preservando o meio ambiente”, comenta Emílio. Henrique também salienta a importância do engenheiro agrônomo, que está diretamente ligado com as produções. “O papel do engenheiro agrônomo é de poder auxiliar o produtor para ele tomar a decisão mais acertada em um planejamento bem feito”, afirma.

Em Urussanga e região, os produtores e agricultores podem ter orientações, de forma gratuita, na Estação Experimental da Epagri. É onde os profissionais da agronomia podem esclarecer as principais dúvidas dos produtores, além de orientar eles para que saibam quais produções podem investir e quais serão os retornos a curto e médio prazo. Emílio e Henrique atuam no local e realizam diversas pesquisas, além de atender vários produtores que buscam por auxílio.