O Dia do Síndico é lembrado nesta quarta-feira, dia 30. O profissional é o responsável por administrar diversas questões de condomínios e apartamentos. Normalmente, um morador do prédio é o escolhido para ser síndico, mas há casos em que são contratados profissionais especializados para tratar dos assuntos. Como moradora, Karolini Mariot de Souza é a síndica do seu prédio, no bairro Da Figueira, em Urussanga, desde 2020. Karolini conta que desde então ela e o seu esposo passaram por diversas experiências e desafios administrando o edifício em que moram.

São várias atividades e tarefas que o casal realiza durante todos os meses. Uma dessas tarefas é fazer a conta de água e gás de cada apartamento. “Aqui no nosso prédio, no Monte Belluna, a gente trabalha com registros individuais, então cada apartamento tem o seu. Todo mês, no início, eu vou em cada andar, tiro de cada apartamento, faço todo um levantamento que feche então o mês de cada apartamento. Isso em conjunto com outras coisas que a gente precisa, é o uso da energia do condomínio, a parte de abastecimento de água, e outros tipos de manutenção, como por exemplo, aqui a gente tem o elevador, tem a manutenção, limpeza”, explica Karolini.

A síndica Karolini participou de entrevista no Ponto de Encontro e explicou mais detalhes sobre seu trabalho. Ouça:

 

Cada condomínio possui regras diferentes, como horários que é permitido fazer barulho, realização de mudanças e obras, e outros. Além disso, a permissão para ter animais nos apartamentos também pode variar conforme o regulamento aceito pelos moradores. “Aqui no nosso prédio a gente permite ter cachorro, isso foi uma permissão que foi dada em assembleia que teve lá no início, quando a gente determinou que seria permitido, tudo isso por votação”, ressalta. A segurança também é algo bastante reforçado pelos síndicos, principalmente com a entrada de visitas.

Todas essas questões têm o ponta pé inicial por parte do síndico. Além disso, os moradores podem contribuir com sugestões e ideias, que podem ser discutidas durante as reuniões. Assim como morar em casas tradicionais, os apartamentos também exigem diversas regras que devem ser seguidas e respeitadas. O síndico é o administrador que estará em contato não só com os moradores e o andamento do dia a dia, como também com os fornecedores e representantes políticos, servindo como um porta-voz de comunicação para o bom funcionamento da moradia.