Faltam três meses para as eleições municipais e as siglas partidárias seguem se organizando para o pleito. O momento é de realizar convenções e decidir os pré-candidatos a majoritária e os nomes que irão concorrer às vagas no Legislativo. Para o delegado de polícia e professor universitário, doutor Antônio Márcio Campos Neves, a eleição municipal difere em vários quesitos da federal. Porém, para o especialista, a opinião dos candidatos sobre assuntos nacionais pode ser um ponto que irá decidir o voto do eleitor. Conforme o delegado, temas como aborto, descriminalização das drogas, tamanho do Estado, segurança e cargas tributárias são alguns quesitos que podem ser observados pelos eleitores através dos posicionamentos ideológicos dos candidatos.

Além desses pontos, o posicionamento político, em relação a Lula e Bolsonaro, também é um fator mencionado por Neves. Apesar de exercerem certa influência, o delegado Márcio destaca que o que vai decidir o voto para prefeito e vereador é o serviço prestado para a comunidade. “A forma que você presta serviço para uma cidade é o que vai demonstrar como você ama essa cidade e eu para escolher um candidato eu preciso saber, saber se ele ama a cidade, porque se ele ama a cidade ele vai trabalhar, ele vai fazer tudo o que tiver ao alcance dele para melhorar”, comenta.

O assunto foi abordado em entrevista no programa Comando Marconi. Ouça na íntegra:

Parte 01

 

Parte 02

 

Acesse também:

Cientista político analisa preparativos para as próximas eleições municipais