O Centro de Treinamento Antenor Angeloni recebe nesta terça-feira (9), a segunda fase do Campeonato Brasileiro Feminino Sub-18. A etapa da competição, organizada pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF), se encerra no sábado (13), quando serão conhecidas as equipes semifinalistas.

Antes de ser escolhido como sede, o CT do Tigre foi inspecionado pelo supervisor de competições amadoras da CBF, Pedro Machado, o supervisor de campo Rafael Barreto e o coordenador de produção da entidade, Winnie Moraes Soares. A visita ocorreu no dia 18 de janeiro e foi acompanhada pelo coordenador das categorias de base do Tigre, Serginho Lopes.

Essa será a primeira vez que o CT da equipe tricolor receberá uma rodada da competição de base feminina. Em novembro de 2019, a casa do Criciúma Esporte Clube recebeu a etapa Brasil do Torneio de Desenvolvimento de Futebol da CONMEBOL nas categorias de base Sub-13 masculino e Sub-14 e Sub-16 feminino.

Foto: Celso da Luz / Criciúma E.C.

BRASILEIRO FEMININO SUB-18

As oito equipes que irão se classificar na primeira fase (disputada em Sorocaba/SP), serão divididas em dois grupos. Elas se enfrentam entre si, em turno único, e as duas melhores de cada grupo avançam para a semifinal. A partir daí, para as semifinais e final, jogos de ida e volta, já nos domínios dos clubes classificados. O torneio tem previsão de encerramento no dia 21 de março.

Iniciaram o Brasileiro Feminino Sub-18 as equipes do Internacional, Palmeiras, Bahia, Coritiba, São Paulo, Corinthians, Grêmio, Fluminense, Santos, Vitória, Atlético MG, Sport, Iranduba (AM), Avaí/Kindermann, São Francisco (BA), Foz Cataratas, Flamengo, Fortaleza, Goiás, Botafogo, Vasco da Gama, Ceará, Ferroviária (SP) e o Minas Brasília. Todas as atletas e staff envolvidos na competição passarão por testes da Covid-19.

SANTA CATARINA

O futebol feminino de Santa Catarina está em fase de forte crescimento e conseguiu resultados expressivos na temporada 2020. O Avaí/Kindermann ficou em segundo na Série A-1 e o Napoli, de Caçador, foi o campeão da Série A-2, conquistando o acesso para a elite do futebol feminino brasileiro.

“O futebol feminino está crescendo bastante no Brasil. É preciso dar atenção para nossas jogadoras desde as categorias de base. A FCF será parceira dos clubes para ajudar no desenvolvimento da modalidade em Santa Catarina e ofereceu suporte institucional para o evento ser realizado no estado. Estamos em um momento que nossas equipes estão nos representando muito bem”, destaca o presidente da Federação Catarinense de Futebol, Rubens Angelotti.

Colaboração: Celso da Luz / Assessoria de Comunicação