Preocupada com a segurança hídrica da região e a necessidade de mobilização da sociedade e representantes do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Urussanga em prol da preservação das águas, a diretoria do Comitê se reuniu nesta segunda-feira, dia 27, com a Entidade Executiva que passa a prestar todo o suporte necessário às ações em prol da gestão de recursos hídricos na bacia. O encontro de trabalho foi realizado de forma presencial na sede da Epagri, em Criciúma, para abrir as atividades de 2023.

A expectativa para o trabalho a ser desenvolvido no decorrer do ano é extremamente positiva, conforme a presidente do Comitê Urussanga, Lara Possamai Wessler. “Essa primeira reunião já foi muito produtiva e nós sabemos da capacidade e do conhecimento que todas as pessoas envolvidas com essa nova Entidade Executiva possuem. Então esperamos que vá ser um ótimo ano e contamos que o trabalho faça o Comitê alçar novos e grandes voos”, completa.

Para o coordenador geral da Entidade Executiva, Carlyle Torres Bezerra de Menezes, a reunião de trabalho foi bastante proveitosa, pois promoveu o alinhamento de expectativas do ponto de vista dos trabalhos que estão sendo desenvolvidos, da retomada de algumas atividades e criação de agenda de novas ações. “Principalmente, pois definimos os próximos passos, no sentido de buscar o cumprimento dos objetivos e metas do nosso projeto de fortalecimento dos comitês”, evidenciou.

Participou do encontro, ainda, o vice-presidente do Comitê Urussanga, Fernando Damian Preve Filho. O assunto foi destaque em entrevista no programa Comando Marconi com o vice Fernando. Saiba mais:

 

Entidade Executiva

A nova Entidade Executiva do Comitê Urussanga é formada por uma equipe vinculada à Universidade do Extremo Sul Catarinense (Unesc). A instituição teve seu projeto aprovado pela Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc), no Programa de Fortalecimento dos Comitês de Bacias Hidrográficas, por meio do Edital de Chamada Pública FAPESC nº 32/2022.

Com isso, desde dezembro de 2022, assumiu a posição nos três Comitês do Sul do Estado, que abrangem as Bacias Hidrográficas dos Rios Araranguá e Afluentes Catarinenses do Mampituba, Urussanga, Tubarão e Complexo Lagunar.

Colaboração: Francine Ferreira / Expressio Comunicação