Com a chegada dos dias mais frios, os cuidados com a saúde dos animais são ainda mais reforçados. Assim como os humanos, eles também possuem sensações térmicas e desconfortos com as temperaturas mais baixas. De acordo com a médica veterinária da Agropet Dandolini, doutora Brenda Lagarreta, é primordial que os pets fiquem protegidos, principalmente das correntes de ar frio.

Segundo a especialista, os pets tendem a dormir mais em dias frios. “Isso é fisiológico do animal, quando ele está com frio e consegue se esquentar, fica confortável, ele tende a dormir mais”, destaca. “Isso vale tanto para os animais domiciliados, que vivem só dentro de casa ou do apartamento, quanto para aqueles que têm acesso à rua, ele vai permanecer mais dentro de casa, que é um ambiente mais seguro, mais quente, mais confortável”, complementa.

Sobre a pelagem do animal, Brenda reforça que os animais com o pelo mais curto tendem a ter mais frio. “A pelagem é uma proteção, tanto do calor quanto para o frio”, afirma. “Para o verão, o pelo age como um protetor, o animal não passa calor pela presença dos pelos. E no inverno, ele se mantém quente pela presença dos pelos”, acrescenta a veterinária. Por conta disso, é recomendado o uso de roupinhas nos animais com a pelagem mais curta. “Ele vai precisar de algo a mais do que aquele animal que tem a pelagem mais longa”, reforça.

O assunto foi destaque em entrevista no programa Ponto de Encontro com a médica veterinária Brenda. Ouça na íntegra e saiba mais:

 

Da mesma forma que os humanos devem se manter vacinados, a proteção contra a gripe também vale para os animais. Conforme Brenda, é muito importante atualizar as vacinas dos animais, principalmente a quádrupla felina, que protege os gatos contra as doenças respiratórias. “Essa época aumenta bastante os casos, os animais tendem a interagir mais entre eles, então é importante manter a vacinação em dia, principalmente agora no inverno”, destaca Brenda. “Nos cães, normalmente, a gripe canina, que é muito semelhante à nossa, é aquele nariz que fica com secreção, o cão fica espirrando, tossindo, é bem visível a gripe canina”, complementa a veterinária sobre os sintomas da gripe em cachorros.

Confira também: