O inverno está se aproximando e os cuidados com os animais devem ser redobrados. Além de manter eles aquecidos devidamente, é essencial que os tutores fiquem atentos ao calendário vacinal de seus pets. Uma das vacinas essenciais para os cachorros é contra a parvovirose. De acordo com a médica veterinária da Agropet Dandolini, Brenda Lagarreta, a doença é altamente contagiosa e afeta cães independente da idade. O vírus afeta o sistema gastrointestinal, fazendo com que o animal tenha vômitos em excesso e diarreia com presença de sangue.

A parvovirose é transmitida através do contato direto com as fezes do animal contaminado, ou com objetos infectados. A vacina é a principal forma de prevenção. A veterinária Brenda ainda destaca que é fundamental desinfetar todo o ambiente caso tenha um animal com a doença, principalmente se outro animal que não tem o problema ficar no mesmo local. “A gente tem na loja um desinfetante que é a base da amônia quaternária, essa é uma das únicas substâncias que é capaz de eliminar todo esse vírus do ambiente. Então é limpar bem os objetos que esse animal usou: pote, coleira, casinha, limpar bem o chão”, ressalta.

O programa Ponto de Encontro abordou sobre este e outros assuntos em entrevista com a veterinária Brenda e com a proprietária da Agropet Dandolini, a Daniela Dandolini. Ouça mais na íntegra:

 

Cuidados no inverno

Conforme Brenda, o tutor é o que mais conhece o animal e identifica quando algo não está certo. No caso do frio, é possível observar quando ele está sentindo. “Durante o inverno, é importante a gente sempre tocar nas orelhinhas deles, ou nos coxins, que são aquelas almofadinhas que eles têm embaixo das patinhas. Se esses locais estiverem gelados, é sinal que o animal está com frio”, comenta. “Se ele ficar mais apático, se ele fica mais só no cantinho dele, só dormindo, enroladinho, ele está com frio. Importante que se invista em uma roupinha, em uma cama, uma coberta”, acrescenta.

Por conta do frio, o animal acaba bebendo menos água. Por isso, uma recomendação é deixar vários potes de água espalhados pelo local que o animal fica, para que ele beba mais água. Além disso, também é indicado aumentar a quantidade de ração em 10%, dependendo da recomendação específica dada a cada animal. A prática de atividades físicas também é essencial para os animais, que devem se exercitar.

E com os peixes?

Para quem tem peixes em aquários, é essencial seguir alguns cuidados durante os dias mais frios. Assim como em dias de temperaturas mais quentes, é fundamental que o aquário siga com uma temperatura ideal e estável. “O peixe é um animal que tem sangue frio, não é como nós, que independente da temperatura nós continuamos a 36°C. O peixe não, o corpo dele vai para a temperatura que o ambiente estiver”, destaca Daniela. De acordo com a especialista, cada espécie de peixe possui uma temperatura adequada. “Quando começa a abaixar muito, a função das células vão parando”, explica.

Na Agropet Dandolini, os profissionais realizam toda a orientação necessária para quem deseja ter peixes. Um fator importante é que o aquário não é somente se colocar água. “Tem que criar um ecossistema, como se aquele peixe estivesse em um lago. Então tem bactérias que vão estar ali dentro da água que são benéficas para o peixe, e que sem elas ele não vai sobreviver”, ressalta Daniela. Além disso, há espécies de peixes que não podem ficar junto com outros tipos, pois não são compatíveis entre si.

E meu passarinho na gaiola?

Os pássaros também sentem frio. Por isso, eles devem ser deixados na gaiola dentro de casa ou em um local coberto. Além disso, eles precisam de mais sol durante o inverno. “Ele dá um sinal, ele fica com as peninhas eriçadas”, frisa Daniela. “E ele precisa de sol, de duas horas de sol, até as 10h, 11h, no máximo, e depois é para guardar dentro de casa, em um lugar mais aquecido”, acrescenta.