O Delegado José Tadeu Vargas dos Santos, de 65 anos, aposentado da Polícia Civil, morreu após dar entrada no Hospital São José, após ter sido baleado em uma ação criminosa em um bar no bairro Capão Bonito, em Criciúma. Vargas foi atingido por um único projétil no abdômen ao tentar conter a ação de criminosos.

O fato ocorreu às 22h10min da noite de sexta-feira, dia 6, quando três homens encapuzados adentraram o estabelecimento em que o Delegado Vargas havia chegado fazia cinco minutos. Eles de imediato cercaram a vítima, que sacou de sua arma pessoal e efetuou disparos. Os autores revidaram. Informações preliminares dão conta de que também um dos criminosos foi ferido. O trio fugiu do local levando a arma do Delegado. A fuga deu-se de carro e um dos três embrenhou no matagal próximo. Policiais civis adentraram a noite em diligências na tentativa de localizar os suspeitos. Até o momento, nenhum deles foi capturado até o momento.

Vargas passou por cirurgia para tratamento de ferimento por disparo de arma de fogo. O procedimento terminou por volta das 5 horas da manhã deste sábado, dia 7, mas não resistiu.

O caso é investigado pela Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Criciúma como crime de tentativa de latrocínio consumado. A Polícia Militar também esteve envolvida no atendimento à ocorrência e a Polícia Científica periciou a cena do crime. O Delegado José Tadeu Vargas dos Santos aposentou da Polícia Civil de Santa Catarina em 2017. Foram 29 anos de atuação funcional. Por bem mais de uma década, ele foi o titular da 1ª Delegacia de Criciúma, no bairro Próspera, onde atuou até o último dia de trabalho policial.