Os agentes que estão deflagrando a Operação Wotan, terceira fase da Operação Hera, estão na prefeitura de Urussanga. A operação da Polícia Civil, em apoio com o Ministério Público, está sendo realizada na manhã desta sexta-feira, dia 2. A operação tem o objetivo de apurar possível crime de corrupção ativa que pode ter acontecido envolvendo a Comissão de Investigação e Processante (CIP), instalada na Câmara de Vereadores.

Estão sendo cumpridas diversas medidas cautelares, sendo seis de busca e apreensão e medidas cautelares diversas da prisão. No início da manhã, os agentes estavam no apartamento do prefeito Luis Gustavo Cancellier (PP). Neste momento, a polícia está na prefeitura.

Participam da Operação policiais da Divisão de Investigação Criminal, 1º DP e DPCAPMI de Criciúma, 2ª Delegacia de Combate a Corrução (2ª DECOR), GAECO (Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas), GEAC (Grupo Especial Anticorrupção), Delegacia de Polícia de Urussanga e Polícia Científica.

Confira:

Prefeito chega à prefeitura:

 

 

Gaeco leva documentos da prefeitura:

FOTOS E VÍDEOS: MARCO BÚRIGO / RÁDIO MARCONI

 

Leia mais:

Urussanga: Polícia Civil realiza Operação Wotan, terceira fase da Operação Hera