A reunião ordinária da Federação das Cooperativas de Energia de Santa Catarina, a Fecoerusc, realizada nesta terça-feira, dia 25, na Coopercocal, em Cocal do Sul, foi o evento escolhido para a transmissão do cargo de presidente da Federação. O empresário Walmir Rampinelli, presidente da Cooperativa de Eletrificação de Forquilhinha, a Coopera, transmitiu a função para o administrador Edson Flores da Cunha, presidente da Cooperativa de Prestação de Serviços Públicos de Distribuição de Energia Elétrica Senador Esteves Júnior, a Cerej, com sede em Biguaçu.

Antes de deixar o cargo, Rampinelli apresentou um balanço com as principais entregas do mandato e falou aos dirigentes das filiadas. “Tudo o que fizemos foi para o cooperado. E receber das cooperativas, a fala de que passaram a se perceber representadas pela Federação nos últimos anos, faz-me deixar o cargo com o sentimento de dever cumprido”, finalizou Rampinelli ao transmitir a função.

O mandato do novo presidente será para o biênio 2022-2024. Dentre os papéis do gestor, estão a defesa dos interesses das 22 cooperativas de energia filiadas e a estruturação de frentes de trabalho para tornar essas empresas de propriedade coletiva, ainda mais competitivas.

Para Edson Flores da Cunha, o novo mandato será marcado para diálogo. “Ouviremos cada presidente para entender o que ele espera da Federação neste novo ciclo”, disse o presidente durante a reunião. O presidente Edson participou de entrevista no programa Comando Marconi e falou mais sobre o novo cargo. Ouça na íntegra:

 

Conheça o novo presidente

Edson Flores da Cunha é natural de Leoberto Leal, cidade localizada na região turística do Vale Europeu. Formado em administração de empresas, ele preside a Cerej pelo quinto mandato e conta ampla experiência na gestão pública, com passagens profissionais em empresas governamentais como o Deinfra, além de ter sido prefeito da sua cidade natal.

O presidente conta que o cooperativismo está no DNA. Seu pai, Azizo Flores da Cunha, falecido em 2021, foi um dos fundadores da Cerej, juntamente com o padre Montenegro, na década de 70. A Cooperativa foi a responsável por levar energia a várias cidades com extensa área rural. Atualmente, a Cerej atende exclusivamente os cooperados da área rural de 15 municípios.

Com informações da Comunicação da Fecoerusc