Uma vida saudável está diretamente ligada ao estilo de vida, o que inclui também uma alimentação balanceada. É através dos alimentos que as pessoas podem contar com várias vitaminas necessárias para o bom funcionamento do organismo. Além dos benefícios para a saúde, uma alimentação adequada também pode evitar o aparecimento de doenças, inclusive o câncer. Conforme a proprietária da Cia da Saúde de Urussanga, nutricionista Jamile Orlandi Luciano, os alimentos antioxidantes auxiliam nesse aspecto. “Eles vão proteger as nossas células, vão evitar o aumento da produção daquelas células oxidativas e cancerígenas”, explica.

Frutas vermelhas, fonte de licopeno, como o morango, framboesa, amoras e o tomate, e frutas alaranjadas, fonte de betacaroteno, como a cenoura e o mamão, são alguns dos alimentos antioxidantes. Além disso, a nutricionista ressalta que o betacaroteno está relacionado também ao bronzeado da pele (leia mais clicando aqui). Apesar do consumo das frutas apresentar inúmeros benefícios, é notado que muitas pessoas acabam não consumindo elas, por vários motivos. “A gente percebe que as pessoas não têm o hábito de consumir fruta ao longo do dia, ou ao longo da semana”, comenta Jamile. A nutricionista reforça para que as pessoas incentivem mais o hábito de comer mais frutas durante o dia.

Além das frutas, alimentos como o alho e a cebola também são anti-inflamatórios. “O alho está muito relacionado a função antibiótica, questão de imunidade, porque ele fortalece o nosso organismo. Além disso, ele está relacionado, já foi verificado, na questão do controle da pressão sanguínea”, explicou Jamile. Uma alimentação saudável também é reforçada em campanhas, como o Outubro Rosa e Novembro Azul, que visa prevenir o câncer e alertar para o diagnóstico precoce. A nutricionista participou do programa Ponto de Encontro e abordou mais detalhes sobre o assunto. Acompanhe na íntegra:

Parte 01

 

Parte 02

 

O consumo de leguminosas também é benéfico para o organismo. Entre esse grupo está o feijão, lentilha, ervilha, grão de bico e a soja. “Na lentilha você vai encontrar uma concentração muito alta de ferro”, afirma. A ervilha também possui nutrientes proteicos, no qual muitas pessoas já estão consumindo complementos à base de ervilha. “Para quem não consegue consumir o feijão, porque às vezes sente estofamento ou não se sente bem no processo de gestão, tem as alternativas de aumentar as leguminosas, que seriam as fontes de proteínas na nossa alimentação”, completa Jamile.

“Sempre que a gente partir para outro grupo de alimentos, que vai ter mais proteína, menos carboidrato e menos gordura, menos vamos estar inflamando as nossas células. Quanto mais gordura a gente colocar na nossa célula, maior o processo inflamatório, maior a inflamação, e maior o risco de doenças infecciosas, porque as células não estão trabalhando bem e as doenças secundárias, que seriam as relacionadas ao colesterol, triglicerídeos, ganho de peso, vão mexer com todos os fatores hormonais do nosso corpo”, explica a especialista.

O cacau também é um alimento antioxidante, desde que sua concentração seja maior que 70%. “A concentração dele vai ser basicamente cacau para ter essa função protetora para a célula, para o sangue”, esclarece. Chocolates com altos níveis de açúcar deixam de ter essa função, tornando-se prejudicial para o organismo. O recomendado é consumir 20 gramas de chocolate 70% para mais de cacau ao dia. “Vai trabalhar com essa substância antioxidante. Além disso, vai trabalhar com formação de ser uma substância para controlar um pouco a ansiedade, por ter mais triptófano, melhora o humor”, acrescenta.

Caso tenha interesse, esses tipos de orientações podem ser dadas na própria Cia da Saúde, em Urussanga. Se a pessoa quiser um plano individual é só entrar em contato com o estabelecimento e agendar uma consulta com a nutricionista Jamile. Acompanhe a Cia da Saúde de Urussanga nas redes sociais: Instagram Facebook. Entre em contato pelo WhatsApp.

Leia também:

Nutricionista dá dicas de chás que auxiliam em casos de infecções, retenção e inchaços