Fazer os exames necessários é fundamental para diagnosticar um câncer de mama ou câncer de colo de útero de forma precoce. Por isso, a campanha do Outubro Rosa é realizada todos os anos para acender o alerta para que as mulheres façam a mamografia e o preventivo. Em Urussanga, diversas ações estão sendo realizadas para que as mulheres façam os seus exames anuais. Conforme a enfermeira Shirley Oliveira Richter, várias urussanguenses estão indo as Unidades Básicas de Saúde para fazer o check-up durante o mês da campanha. O programa Comando Marconi abordou mais detalhes sobre o Outubro Rosa e o câncer de mama e colo de útero em entrevista com a enfermeira Shirley. Ouça mais na íntegra:

 

A especialista exemplifica que todas as pessoas produzem células no organismo. Algumas dessas células são mal formadas, mas o organismo acaba eliminando elas. No entanto, por alguns motivos, há organismos que não conseguem fazer essa eliminação, no qual a célula mal formada acaba aumentando, surgindo o câncer. De acordo com Shirley, o câncer de mama é o câncer que mais acomete as mulheres. Por esse motivo, é importante que as mulheres façam o auto exame, que permitirá que nódulos e caroços possam ser identificados, buscando atendimento especializado em seguida.

Mulheres a partir dos 40 anos de idade devem fazer a mamografia anualmente. Já o preventivo, que identifica o câncer de colo de útero, é realizado nas mulheres que já iniciaram a vida sexual, também uma vez ao ano. “O câncer de mama é mais agressivo, então se você deixar muito tempo para ter um diagnóstico, ele cresce muito rápido e o tratamento vai ser muito mais dificultoso. Já o câncer de colo de útero não é tão agressivo, então se você faz todo o ano certinho (o preventivo), você vai detectar ele no início”, explicou Shirley. Conforme a enfermeira, muitas mulheres têm vergonha de fazer os exames, e por isso acabam não realizando as consultas anuais. “Na verdade você vai se expor muito mais a partir do momento que você já tiver um câncer avançado”, ressaltou.

O câncer de colo de útero é associado ao HPV (sigla em inglês para Papilomavírus Humano). O vírus é identificado através do exame preventivo, conhecido também como papanicolau. Mulheres que retiraram o útero e o colo do útero devem fazer o exame a cada dois anos. Já as mulheres que retiraram o útero mas não retiraram o colo do útero devem fazer o preventivo anualmente. Shirley também ressalta que há vacinas contra o HPV. “A gente faz tanto em meninos como meninas, de 9 a 14 anos”, comentou. “A vacina vai prevenir tanto o câncer de colo de útero quanto o câncer de pênis”, reforçou a enfermeira.

Fatores de risco estão ligados ao surgimento do câncer. Alguns desses fatores não podem ser evitados, porque estão ligados a genética. No entanto, determinados hábitos de vida podem influenciar no aparecimento da doença. “O excesso de peso, ingestão de álcool, cigarro, comida inadequada…”, comenta a enfermeira. “Qual o ambiente bom para o câncer nascer? Ele precisa do ambiente doce, ele gosta de doce, ele gosta do ambiente ácido. Então a gente tem que cuidar da nossa alimentação”, completou. Shirley ainda deu o exemplo da ingestão de refrigerantes, que acabam acidificando o sangue no organismo. Além disso, a prática de atividades físicas é primordial para um equilíbrio na saúde.

Horário Especial de Atendimento

Para facilitar o acesso aos cuidados com a saúde da mulher, principalmente para aquelas que não podem comparecer aos serviços de saúde em horário comercial, as Unidades de Estratégia de Saúde da Família (ESFs) estarão atendendo em horário especial durante todo o mês de outubro. Nas segundas-feiras, das 17h às 20h, estarão atendendo as unidades do Centro, Nova Itália, Bom Jesus, Bela Vista e Rio América. Nas quartas-feiras, das 17h às 20h, atendem as unidades de Santana, Estação, Barro Preto e Centro II.