Desde ontem, dia 9, Cocal do Sul, assim como toda a região, tem sofrido com as fortes chuvas. Desde o início da manhã de hoje, dia 10, as equipes da Defesa Civil e Secretaria de Infraestrutura e Desenvolvimento Rural estão percorrendo por toda a cidade para verificar os pontos mais críticos. Todos os rios estão com o nível acima do limite.

Até o momento, há o registro de uma rua alagada, a Fernando Savi, no bairro Guanabara e parte da estrada geral da Linha Ferreira Pontes teve de ser interditada devido à queda de barreira. Por isso, a orientação é de que as pessoas evitem passar pela Linha Ferreira Pontes e tentem o acesso pelo anel viário para seguir em direção a Siderópolis.

De acordo com o secretário de Infraestrutura, Vanderlei Figueiredo, nos bairros onde era comum haver ruas alagadas em situações como essa, dessa vez nenhuma delas teve registro de acúmulo de água. Porém, os riscos são maiores para os moradores que estão próximos às encostas dos rios.

Segundo o meteorologista Márcio Sônego, nas últimas 24 horas, choveu em Cocal do Sul 127 milímetros, sendo que esta é a média histórica mensal, ou seja, a chuva prevista para todo o mês choveu em apenas um dia. A previsão é de que chova mais 30 milímetros até as 17h de hoje. No entanto, a partir do meio dia a chuva deve aliviar. “A previsão é de bom tempo depois das 9h desta quinta-feira e segue bom até segunda de manhã”, ressalta.

Sônego lembra que começou a chover no sábado à noite, portanto o solo já estava encharcado e a chuva de ontem e hoje contribuiu para que a situação se agravasse. Desde sábado, já choveu 177 milímetros, podendo chegar aos 200 neste evento de chuva de sábado a quarta-feira.

“Não houve registro de nenhuma ocorrência grave, estamos monitorando todos os pontos da cidade, principalmente nas proximidades dos rios, que estão com os níveis elevados; fizemos um trabalho preventivo e por isso não encontramos ruas alagadas em bairros como Jardim Elizabeth e Jardim Itália, que antes sofriam com alagamentos”, declara o técnico da Defesa Civil, Gustavo Périco.

Parte do muro da Escola de Ensino Fundamental Demétrio Bettiol caiu devido à chuva intensa. A Defesa Civil já está providenciando para colocar no local um muro de contenção. Em caso de emergências, as pessoas podem ligar para o número (48) 98834-9105.

Colaboração: Amanda Farias / Assessoria de Imprensa