A falta de manutenção no Terminal Rodoviário Dionísio Pilotto, em Urussanga, faz com que o espaço fique alagado em dias de chuva intensa. A proprietária de dois estabelecimentos na rodoviária, Ângela, afirmou que há muito tempo acontece a situação. Há várias goteiras em todo o espaço do terminal, gerando vários pontos de poças d’água. Por conta disso, Ângela não consegue trabalhar porque as pessoas acabam não indo aos estabelecimentos. “Hoje eu só vou tirar a água, não tem condições de trabalhar, é um dia de trabalho perdido, além de que ontem à tarde eu não trabalhei porque os clientes não podem chegar”, desabafou.

Ângela ainda questionou sobre como ficará a situação no verão com as pancadas de chuva. “Não é só o meu estabelecimento, tem o Procon, tem a Cidadania, agora não está chovendo do outro lado, mas antigamente chovia, arrumaram só a parte de lá”, comentou. “São pessoas que circulam aqui dentro para pegar ônibus, é uma coisa urgente, bem urgente isso aqui, não é só por mim”, completou.

O repórter Marco Búrigo esteve na rodoviária e trouxe mais detalhes sobre a situação atual do espaço. Ouça mais na íntegra:

 

Veja mais: