A Estação Experimental de Urussanga está completando 80 anos de fundação nesta segunda-feira, dia 8. Atualmente conhecida por pertencer a Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (Epagri), a estação surgiu em 1942 como subestação de enologia, vinculada ao Instituto de Fermentação do Ministério da Agricultura. O local em Urussanga surgiu antes mesmo da criação da Epagri, que foi criada há 30 anos. De acordo com o gerente Alexsander Luís Moretto, além da vitivinicultura, a estação estuda vários tipos de frutas de caroço, como pêssego, ameixa, nectarina, além do maracujá e mandioca. Os 80 anos de história da estação foi destaque em entrevista no programa Comando Marconi. Saiba mais na íntegra:

Parte 01

 

Parte 02

 

A Estação Experimental de Urussanga possui 42 funcionários no total, sendo que dez deles são pesquisadores. Alexsander explica que o trabalho realizado é anual, mesmo que não seja época de colheita das plantações. Os pesquisadores avaliam todas as etapas do desenvolvimento das espécies estudadas. A estação de Urussanga não realiza pesquisas somente para a região, e sim para todo o estado catarinense. “Se lá no Oeste do estado for necessário pesquisar com mandioca ou com alguma outra coisa dessas culturas que comentei, nós estaremos vinculados nessas pesquisas e em parcerias com colegas daquela região para tentar solucionar esse problema”, explica.

Entre em nosso grupo do WhatsApp e receba as principais notícias que foram destaques na programação da Marconi FM