A Polícia Federal divulgou o balanço do dinheiro apreendido durante a Operação Câmbio Barriga Verde. A ação foi desencadeada na terça-feira, dia 26, em vários municípios, como Urussanga, Florianópolis, São José, Criciúma, Garopaba, Imbituba e Itajaí, além de Caxias do Sul, no Rio Grande do Sul. A operação tinha o objetivo de apurar movimentações irregulares no mercado de câmbio, em Santa Catarina. Foram cumpridos 22 mandados de busca e apreensão expedidos pela Justiça Federal de Criciúma.

Ao total, a Polícia apreendeu dinheiros em espécie, sendo 755.418,00 em reais; 225.779,00 em dólares e 112.377,00 em euros. Além disso, houve a apreensão de três armas de fogo irregulares, sendo que o proprietário, um morador de Urussanga, foi preso em flagrante, mas foi liberado após o pagamento da fiança.

A principal empresa investigada, em Garopaba, apesar de apresentar faturamento anual de cerca de R$ 7 milhões, movimentou, entre 2013 e 2019, quantia superior a R$ 1 bilhão. As tiveram início a partir do recebimento de informações acerca de movimentações atípicas envolvendo empresas atuantes no mercado de câmbio, seus sócios e pessoas físicas e jurídicas relacionadas.