O 14º relatório semanal de balneabilidade da temporada divulgado nesta sexta-feira, 11, pelo Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina (IMA), mostra que, dos 237 pontos analisados, 163 estão próprios para banho no estado, o que representa 68,8%. Em Florianópolis, dos 87 pontos onde há coleta, 62 estão em condições de receber banhistas, ou seja, 71,3%.

As análises são realizadas em 27 municípios litorâneos e mais de 100 praias e balneários do Sul ao Norte, compondo as cidades de: Araranguá, Balneário Arroio do Silva, Balneário Gaivota, Balneário Camboriú, Balneário Barra do Sul, Balneário Rincão, Barra Velha, Biguaçu, Bombinhas, Florianópolis, Garopaba, Governador Celso Ramos, Imbituba, Itajaí, Itapema, Itapoá, Jaguaruna, Joinville, Laguna, Navegantes, Palhoça, Passo de Torres, Penha, Balneário Piçarras, Porto Belo, São Francisco do Sul e São José.

Relatório completo disponível aqui 

A água é considerada própria quando em 80% ou mais de um conjunto de amostras coletadas nas últimas cinco semanas, no mesmo local, houver no máximo 800 Escherichia coli por 100 mililitros, e imprópria quando em mais de 20% de um conjunto de amostras coletadas nas últimas 5 semanas, no mesmo local, for superior que 800 Escherichia coli por 100 mililitros ou quando, na última coleta, o resultado for superior a 2000 Escherichia coli por 100 mililitros.

O Estado tem o segundo maior monitoramento de balneabilidade do Brasil, tendo como base uma metodologia de trabalho segura realizada há mais de 40 anos. “O monitoramento de balneabilidade realizado pelo IMA disponibiliza informações de um serviço de utilidade pública essencial, principalmente, na temporada de verão”, explica o diretor de Engenharia e Qualidade Ambiental do IMA, Fábio Castagna da Silva.

Durante a temporada de verão, o IMA analisa semanalmente. O calendário de coletas é divulgado antecipadamente e está disponível no site do Instituto neste link Os resultados do monitoramento são atualizados automaticamente e podem ser conferidos na íntegra no site: balneabilidade.ima.sc.gov.br e no aplicativo Praia Segura.

Com informações do Governo de Santa Catarina