O Grupo de Mães de Urussanga tem previsão de retornar aos trabalhos e atividades a partir de março do ano que vem. Para isso, as interessadas precisam realizar a matrícula o quanto antes para que a equipe organize a quantidade de grupos e de monitoras. As matrículas estão abertas a partir da tarde desta quinta-feira, dia 25, na sede da Associação Urussanguense de Assistência Social (Auras), apresentando os documentos de identificação. O horário de funcionamento é das 13h às 17h. Além disso, a Auras reforça para que as pessoas que são cadastradas para receber a entrega das fraldas geriátricas retirem os pacotes referentes a janeiro e a metade de fevereiro, até o dia 15 de dezembro.

A presidente da Auras, Gricelda Talamini Boneti, e a tesoureira Rita Dutra participaram de entrevista no programa Comando Marconi e falaram sobre estes dois assuntos. Ouça na íntegra:

 

Conforme Gricelda, a Auras produz fraldas geriátricas para os urussanguenses que necessitam do produto. Todo o trabalho é realizado por 15 voluntários. Em média, 90 a 100 pessoas usam as fraldas produzidas pela Auras, por mês. Os voluntários fabricam em torno de 8 mil fraldas. Por isso, a Auras reforça para que as pessoas que recebem as doações para que retirem os pacotes de janeiro e fevereiro até o dia 15 de dezembro, pois a partir deste dia a sede estará fechada até 15 de fevereiro, sendo que as voluntárias irão parar de produzir novos pacotes durante este período.

Grupo de Mães

Devido a pandemia, o Grupo de Mães precisou ficar com as atividades paralisadas por, aproximadamente, dois anos. Com o avanço da vacinação contra a doença, o grupo irá retornar aos trabalhos. Antes disso, o grupo precisa ter a quantidade de pessoas para o retorno e os locais de funcionamento. Conforme a presidente da Auras, 2019 foi encerrado com 49 grupos de mães, três grupos de idosos, tendo uma média de 750 mulheres. Para um novo grupo ser formado é necessário ter, no mínimo, 10 pessoas. Para a matrícula é necessário apresentar o CPF.