A Polícia Rodoviária Federal (PRF) iniciou, nesta sexta-feira (08), a Operação Nossa Senhora Aparecida 2021, que se estenderá até terça-feira, dia 12. Conforme a PRF, apesar dos grandes eventos conhecidos como “Festas de Outubro” não acontecerem novamente este ano devido à pandemia, já há flexibilização estadual, permitindo eventos menores, onde deve haver consumo de bebidas alcoólicas. Por isso, o combate à embriaguez será uma das prioridades neste período.

Além disto, também preocupa a previsão de tempo instável e, consequentemente, pista molhada durante boa parte do feriadão, o que trará mais dificuldades ao motorista.  As rodovias com maior aumento na circulação de veículos serão a BR-101 e as BRs 282, 470 e 280 nos trechos que dão acesso às praias. O maior fluxo é esperado para hoje à noite e para dia 12, à tarde e noite.

O objetivo principal da PRF é prevenir condutas que aumentam o risco de ocorrências graves ou que piorem as lesões das vítimas, como ultrapassagens indevidas, consumo de álcool e falta de equipamentos de segurança (capacete, cinto de segurança ou cadeirinhas para crianças). Para isso, o órgão vai aumentar a presença em trechos considerados mais críticos de acidentes graves, convocando policiais para atuar no período de folga, a fim de reforçar o efetivo.  No ano passado, neste mesmo período, a PRF registrou 152 acidentes, nos quais 182 pessoas ficaram feridas e quatro morreram no local.

A PRF informa aos caminhoneiros que não haverá restrição de tráfego para combinações de veículos de carga (CVC), bitrens com dimensões excedentes, “cegonhas” e outros que precisam de Autorização Especial de trânsito (AET), em rodovias de pista simples.

Orientações para uma viagem segura

  • Respeitar os limites de velocidade, manter distância de segurança em relação aos demais veículos, ultrapassar apenas quando houver plenas condições de segurança e não desviar a atenção do trânsito;
  • A PRF também orienta os usuários de rodovias, mesmo antes de viagens curtas, a fazer uma revisão preventiva do veículo, o que inclui a checagem dos pneus, do sistema de iluminação, dos equipamentos obrigatórios e do nível do óleo e do radiador;
  • Também é fundamental planejar a viagem, buscando evitar, na medida do possível, os horários de pico. Dirigir cansado ou com sono aumenta o risco de o motorista cometer erros. A cada três ou quatro horas de viagem, é recomendável uma pausa para descanso ou revezar a direção do veículo;
  • Eventuais paradas no acostamento devem ser feitas apenas em caso de emergência, com pisca-alerta ligado e triângulo a pelo menos 30 metros do veículo;
  • O uso do cinto de segurança e da cadeirinha para crianças é imprescindível – esses equipamentos podem fazer a diferença em caso de acidente;
  • Em caso de restrição de visibilidade por condições climáticas ruins, a orientação é diminuir a velocidade, sem freadas bruscas; manter o farol baixo ligado (nunca usar farol alto) e manter sempre uma distância segura em relação ao veículo que está à frente;
  • O número de emergência da PRF em todo o país é 191.