O suicídio é uma das principais causas de morte no Brasil e no mundo. Por isso, a campanha Setembro Amarelo deste ano traz o slogan ‘Agir salva vidas’ e visa a alertar as pessoas sobre como identificar alguém que precisa de ajuda e tratamento psicológico. Os números reforçam a importância da campanha mundial. No Brasil, são registrados aproximadamente 12 mil suicídios todos os anos. Cerca de 96,8% dos casos estão relacionados a transtornos mentais. Em primeiro lugar está a depressão, seguida do transtorno bipolar e abuso de substâncias.

Um importante aliado na prevenção ao suicídio é o Centro de Valorização da Vida (CVV), que oferece apoio emocional gratuitamente, de forma voluntária, 24 horas por dia, pelo telefone 188, e-mail ou chat pelo site da instituição. Na região sul de Santa Catarina, a Rede de Proteção à Vida de Criciúma recebeu uma moção de aplausos na Câmara de Vereadores de Criciúma por prestar um importante trabalho. A proposta de moção foi apresentada pelo vereador Juarez de Jesus e contou com o apoio de todos os membros do legislativo. A Rede de Proteção à Vida é um movimento voluntário e cidadão, com foco na valorização da vida e prevenção do suicídio, sem credos ou partidos.

Em Santa Catarina, no ano de 2020, de acordo com o Sistema de Informação sobre Mortalidade (SIM), foram registrados 769 suicídios, dos quais 79% (611) foram cometidos por pessoas do sexo masculino. Em 2021, até julho, mantém-se proporção semelhante, com 416 registros (336 do sexo masculino). No período de 2017 a 2020, a maior proporção dos óbitos concentrou-se na faixa etária de 30 a 59 anos; no entanto, a maior incidência está na faixa etária de 70 a 79 anos, com 13,1 óbitos a cada 100 mil habitantes nesta faixa etária. Na Região Carbonífera, conforme dados da RPV, foram 43 suicídios registrados em 2020. De acordo com a professora e psicóloga na Esucri, Jaqueline Taufembach, foi observado um aumento durante a pandemia, já que em julho de 2021 possui 36 ocorrências, o mesmo equivalente ao ano todo de 2018.

Jaqueline também é membro do RPV e deu mais detalhes sobre a importância das campanhas realizadas durante o Setembro Amarelo. Ouça abaixo:

 

Com informações do Governo de Santa Catarina