Em lembrança ao Agosto Laranja, a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Urussanga alerta sobre a importância da prevenção de deficiências. A Escola Santa Rita de Cássia está desenvolvendo campanhas de conscientização sobre o tema através de folders e palestras nas escolas do município. A equipe conversa sobre o assunto com mães e pais, principalmente com gestantes, sobre os cuidados que podem evitar que a criança nasça com alguma deficiência. De acordo com a psicóloga da Apae, Janaína Borges de Medeiros, cerca de 70% das deficiências podem ser evitadas.

Acompanhamentos durante a gestação e após o nascimento devem ser feitos. Conforme Janaína, é importante observar se já há casos de deficiência, como o autismo, na família. “Seria bom, se possível, alguma orientação médica para ver as possibilidades e chances de eu também gerar um filho com deficiência ou com o autismo”, explicou. As vacinas são cruciais e devem ser tomadas, seja a mãe ou a criança. Além disso, a idade dos pais também podem ser um fator, já que abaixo de 20 anos e acima de 40 podem influenciar a chance da criança nascer com síndrome de down. O consumo de bebidas alcoólicas durante a gestação pode ocasionar má formação do bebê e deficiências intelectuais. Após o nascimento, o uso excessivo de celulares pode influenciar na má estimulação do cérebro infantil, gerando atraso no crescimento.

A psicóloga da Apae, Janaína Borges de Medeiros, e a fonoaudióloga, Laurielen Cardoso, participaram do programa Comando Marconi e explicaram sobre a importância do mês Agosto Laranja e as campanhas que estão sendo realizadas no município. Ouça mais detalhes na entrevista abaixo:

 

Da Redação