Três mandados de busca e apreensão foram cumpridos pelo Grupo Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO) de Criciúma na manhã de hoje (2), em Sangão. Conforme o MPSC, foram apreendidos documentos, telefones celulares e notebook. A ação faz parte da operação “Sargento Vitto” que apura crimes de corrupção, peculato-desvio e fraudes licitatórias ocorridos no período de 2017 a 2020 envolvendo agentes públicos e particulares relacionados à contratação e execução do serviço de transporte escolar.

Os mandados foram emitidos pelo Juiz da 2ª Vara de Jaguaruna em decorrência de procedimento de investigação criminal que tramita perante a 1ª Promotoria de Justiça de Jaguaruna. Paralelamente à operação do GAECO, a 2ª Delegacia Especializada no Combate à Corrupção (DECOR) deflagrou a operação “Vale do Silício”, também em Sangão (saiba mais aqui). Embora cada uma das operações investigue delitos e envolvidos distintos, a 1ª Promotoria de Justiça de Jaguaruna, que acompanha as duas investigações auxiliou para que as operações ocorressem na mesma data, já que a deflagração em separado poderia comprometer os resultados.

Operação “Sargento Vitto”

A Operação do GAECO foi batizada de “Sargento Vitto” em homenagem ao 3º Sargento Marcos Antônio Vitto, integrante do grupo regional do GAECO em Criciúma, que participou ativamente das investigações e há mais de um ano faleceu em serviço. No decorrer de tal operação, apurou-se crimes cometidos em detrimento do erário de Sangão.

Com informações do Ministério Público de Santa Catarina