Quatro remessas, totalizando 394.090 doses da vacina contra a Covid-19, chegaram ao estado de Santa Catarina entre terça, 27, e quarta-feira, 28. As doses serão usadas para a vacinação da população em geral, por faixa etária e para a vacinação de pessoas dos grupos prioritários que ainda não foram vacinadas.

“Estamos avançando no nosso calendário vacinal e conseguindo garantir a inclusão de novas faixas etárias. Mas também é muito importante que as pessoas que já tomaram a primeira dose da vacina retornem para receber a segunda dose. Apenas dessa maneira estarão 100% protegidas. O retorno gradual das atividades depende do comprometimento de todos”, destaca o governador Carlos Moisés.

Nesta terça, 27, o estado recebeu três remessas. Pela manhã, no mesmo voo, chegaram 36.100 doses da AstraZeneca/Covax Facility e 113.700 doses da CoronaVac. No início da tarde chegou o terceiro lote, com mais 171.750 doses da AstraZeneca/Fiocruz. Hoje, 28, é esperada mais uma remessa com 72.540 doses da vacina Pfizer. O voo com essas doses deve pousar no aeroporto da Capital às 18h15.

Das 394.090 doses recebidas, 301.170 serão reservadas para a segunda dose dentro do intervalo estabelecido para cada fabricante; de 10 a 12 semanas para a AstraZeneca; de 12 semanas para a Pfizer; e de 28 dias para a CoronaVac. As demais recebidas, um total de 92.920, serão encaminhadas aos municípios para aplicação da primeira dose.

“As vacinas encaminhadas para aplicação da primeira dose serão para a vacinação dos adultos com idade entre 30 e 39 anos. Essa vacinação deve ser realizada de forma decrescente, da maior idade para a menor. Sendo que, do total de doses recebidas, cada município deve destinar 30% para a vacinação dos trabalhadores industriais”, esclarece o superintendente de vigilância em saúde, Eduardo Macário.

A distribuição dessas doses para as 17 Unidades Descentralizadas de Vigilância em Saúde começa hoje pela manhã. Confira as doses que virão para a regional de Criciúma:

Confira aqui a tabela de distribuição de doses por município e as orientações para as secretarias municipais de saúde

Vacinas reservadas para D2 também serão distribuídas

O estado também vai enviar 36.270 doses da vacina Pfizer aos municípios de Florianópolis (10.530 doses), São José (7.020 doses), Tubarão (4.680), Joinville (4.680), Blumenau (4.680) e Palhoça (4.680) para aplicação da segunda dose. A distribuição destas doses seguirá a remessa de primeira dose encaminhada conforme Nota Técnica Nº 018 GEDIM/DIVE/SUV/SES.

Também serão distribuídas 83.430 doses da vacina do laboratório AstraZeneca/Fiocruz para garantir a segunda dose das pessoas que iniciaram o esquema em 18 de maio. A distribuição destas doses seguirá a remessa de primeira dose (D1) encaminhada conforme Nota Técnica Nº 021 GEDIM/DIVE/SUV/SES.

Importância da segunda dose

Tão importante quanto tomar a primeira dose da vacina contra a Covid-19 é completar o esquema vacinal com a segunda dose. “Para as vacinas com indicação de aplicação de duas doses, a proteção só ocorre depois que a pessoa toma a segunda dose. Então, a gente reforça a importância de retornar ao local de vacinação, no prazo agendado pelo município, para completar o esquema. Só assim, conseguiremos controlar a circulação do coronavírus no estado e registrar, cada vez menos, casos graves e mortes pela doença”, ressalta a gerente de imunização da Diretoria de Vigilância Epidemiológica, Arieli Schiessl Fialho.

Levantamento realizado pela Dive nesta segunda-feira, 26, mostra que 125.220 pessoas que tomaram a primeira dose da vacina contra a Covid-19 não retornaram, no tempo adequado, para tomar a segunda dose. Os dados são do Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunizações (SiPNI), do Ministério da Saúde.

Com informações do Governo de Santa Catarina