A Rede Feminina de Combate ao Câncer completou em junho 30 anos de serviços no município de Içara. Desde 1991, voluntárias oferecem cuidados de amparo a outras mulheres com relação a sua saúde. Todo suporte necessário é dado após o diagnóstico de algum câncer ginecológico, com o objetivo de salvar vidas. A Rede em Içara recebe emendas parlamentares através de deputados que auxiliam na estrutura e no atendimento, além de parcerias com o governo municipal e de toda a população. Em dezembro de 2020, a Rede inaugurou a Casa Rosa, espaço próprio e especial para todo o auxílio às mulheres, além de exames e profissionais médicos voltados à promoção da saúde feminina.

“Não trabalhamos sozinhas, nós trabalhamos em parceria com todas as pessoas que realmente querem qualidade de vida e saúde para a população”, frisa a voluntária e coordenadora de serviços de saúde da Rede, Andréa Cristina Pavei Soares. Ao todo, são 50 voluntárias que fazem parte da Rede Feminina de Combate ao Câncer em Içara.

O programa Ponto de Encontro mostrou a importante história da Rede em Içara e os trabalhos que as mulheres desenvolvem. Ouça a entrevista completa com Andréa:

 

Além de toda a infraestrutura e equipe que a Rede Feminina oferece, o apoio psicológico e emocional também é importante. A Associação Amigas do Peito de Içara (Ampi) também apoia o trabalho desenvolvido pela Rede, e está presente no espaço da Casa Rosa. Além disso, Andréa ressalta que a Rede Feminina realizará neste ano o Chá Cor de Rosa seguindo o modelo drive-thru. Saiba mais abaixo: