Para que escolas da rede estadual solicitem intervenções para obras, é necessário que o gestor da unidade faça o pedido para a regional de ensino. Conforme explicou a coordenadora regional de educação, Ronisi Guimarães, desde 2019, todas as 57 unidades da região possuem um projeto de manutenção de pequenos reparos. Através deste projeto, as escolas possuem recursos para atividades como limpeza de caixa de água, dedetização e afins. Quando o reparo é maior, passando para uma obra, o diretor da escola tem toda a responsabilidade de fazer a solicitação à regional para que seja analisado por fiscais e toda a equipe de engenharia.

Nesta semana, a Rádio Marconi abordou sobre a Escola Fundamental Lucas Bez Batti, em Santana (saiba mais aqui). Relacionado a prazos, Ronisi esclarece que há uma ordem de chegada dos pedidos de todas as 57 unidades da rede estadual da região para que a equipe de engenharia possa analisar as necessidades da escola. Conforme a coordenadora, a situação da escola Lucas Bez Batti, chegou ao conhecimento da regional de educação há cerca de 10 dias.

Saiba mais detalhes na entrevista completa com Ronisi Guimarães para o Comando Marconi:

 

Da Redação