A Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina (DIVE/SC) confirmou o sétimo caso humano de Febre Amarela no estado. O diagnóstico foi confirmado pelo Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen). O homem de 29 anos é morador de Imbituba, no sul do estado, entretanto, o Local Provável de Infecção (LPI) é o município de Urussanga. Ele está internado no Hospital Nereu Ramos, na capital.

Na última semana foram encontrados quatro macacos mortos em Urussanga. Os exames foram encaminhados para verificação, mas até o momento não foi confirmado se as mortes foram decorrentes da Febre Amarela. Saiba mais sobre o assunto clicando aqui.

Dos sete casos confirmados da doença nesse ano em Santa Catarina, dois não resistiram e foram a óbito. O primeiro foi um homem, de 34 anos, morador de Águas Mornas, na Grande Florianópolis. O outro, de um morador de 59 anos, de São Bonifácio, também região da Grande Florianópolis.

Os outros casos já confirmados são de Taió, Águas Mornas, Anitápolis e Blumenau.

Nenhum dos casos confirmados tinha registro de vacina no Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunizações (SIPNI).

Conforme informações da DIVE