A Fundação Ambiental Municipal de Urussanga (FAMU) iniciou nesta segunda-feira (5) o projeto Coleta Consciente, que visa a coleta de óleo de cozinha e de lixo eletrônico. O recolhimento dos materiais é realizado nas dependências San Gennaro, no Parque Municipal e segue até esta sexta-feira (9).

A ação já havia sido realizada em dezembro de 2020 e apresentou números positivos em relação a coleta. De acordo com a FAMU, em cinco dias de campanha, foram recolhidos 140 litros de oléo de cozinha e aproximadamente 863 quilos de lixo eletrônico. A demanda da última campanha foi essencial para a realização de outras iniciativas. “O objetivo desse evento é fazer a logística reversa desses materiais, para que os materiais voltem à cadeia produtiva”, afirma a engenheira Ambiental da Famu, Francine Gastaldon.

Campanha desenvolvida pela prefeitura de Urussanga e a FAMU

O descarte correto do óleo de cozinha também é crucial para o meio ambiente. Ao descartar incorretamente o material, haverá a contaminação do solo e da água, principalmente por ser um produto insolúvel. O reaproveitamento do óleo pode ser usado em indústrias químicas, como na produção de biodiesel e de tintas. Já os materiais eletrônicos possuem substâncias tóxicas, como por exemplo o cádmio e o chumbo. Esse lixo pode ser reaproveitado gerando novos materiais eletrônicos.

Confira mais sobre a ‘Coleta Consciente’ na entrevista completa no Comando Marconi. A superintendente da Famu, Aleckssandra Maccari Rodrigues e a Engenheira Ambiental da Famu, Francine Gastaldon falam sobre o assunto.

Ouça:

 

Aleckassandra frisa que o programa irá ser realizado durante outros meses em Urussanga. A superintendente comenta sobre a parceria com a Secretaria de Educação para a realização de uma programação especial para a semana do meio ambiente.

Da Redação