A Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Urussanga lançará uma campanha para alavancar as vendas no comércio do município. O lançamento está marcado para a próxima quarta-feira (7) e leva o nome “Compre em Urussanga”. A estreia será às 19 horas, de forma restrita, na sede da CDL urussanguense. A iniciativa tem a parceria da CDL Master, da CDL Jovem e do Sicredi e busca a valorização do comércio local em tempos de pandemia.

“Nós estamos fazendo uma frente com o CDL para que a gente tenha alternativas de vendas, não só no varejo ao vivo, mas também frente a algumas atrações com lives e alternativas que a gente pode desenvolver, para a gente fazer com que a economia não pare e os negócios prosperem sempre”, explicou o gerente de Pessoa Jurídica do Sicred Urussanga, Gesiel Pavei Custódio.

Segundo o presidente da CDL Jovem, Leonardo Felippe, são cerca de 600 empregos somente no comércio de Urussanga. “Um dos fatores que mais emprega na cidade, são muitas famílias e muita gente envolvida. Acredito que muitas famílias urussanguenses dependem do comércio e se todos se abraçarem nessa ideia sairemos melhores dessa pandemia”, comentou. Felippe também reforçou sobre a confecção de camisetas, bottons, adesivos e outdoors para a divulgação da campanha.

A gestora executiva da CDL de Urussanga, Marinete Martins, ressaltou que a união entre os lojistas e associados da câmara é fundamental para o bem comum. “Nós esperamos que com essa campanha todos participem para mudarmos esse jogo”, disse. “Nós temos que rever nossos conceitos em relação aos concorrentes”, completou.

Confira a entrevista com Marinete Martins, Leonardo Felippe e Gesiel Custódio no Comando Marconi desta quarta-feira (31):

 

Sábado de Páscoa

A CDL de Urussanga irá organizar uma ação especial no sábado (3) de Páscoa. Haverá a presença do coelho de páscoa na praça do município, no qual, segundo Felippe, irá transmitir mensagens de otimismo nas lojas do comércio, seguindo todas as regras sanitárias contra a Covid-19.

Marinete também ressaltou que neste sábado não haverá a realização do Sábado Mais. De acordo com a gestora executiva, em conversas com os associados da CDL, entende-se que não há necessidade de ter horário estendido neste dia, principalmente por haver baixa de movimento das vendas. “Acredito que alguns segmentos poderão ficar abertos, porque nós não temos forças para fechar, nós pedimos para fechar, mas tem lojas que poderão ficar abertas como o decreto mesmo diz até às 20 horas”, afirmou. “Com a pesquisa que fizemos, acredito que não haverá lojas abertas à tarde. Pedimos que os clientes liguem para para a loja de preferência para saber se estará aberta ou não”, orientou Marinete.

Da Redação