Contra o lockdown, as indústrias e o comércio demostram apoio às medidas de contenção da Covid-19 decretadas pelo Governo do Estado. O Conselho das Federações Empresariais de Santa Catarina (COFEM) também aprova o novo decreto em que não foi estabelecido o fechamento total dos serviços. Para o presidente da Federação das Indústrias (Fiesc), Mário Cesar de Aguair, desde o início da pandemia, as empresas adotaram rigorosamente os protocolos de saúde contra o novo coronavírus, não havendo mais riscos maiores de contágio nestes locais.

Aguiar ainda afirma que o lockdown não é o adequado para a situação, porque vai trazer consequências para toda a sociedade catarinense. O conselho defende que haja a vacinação e que todos sigam o dever de respeitar as medidas de saúde contra a Covid-19.

Mário Cesar Aguiar participou do Comando Marconi. Nesta quinta-feira (11), o presidente demonstrou o apoio em não decretar o lockdown em nome do conselho, além de explicar os motivos que podem prejudicar a economia caso aconteça a suspensão total das atividades.

Ouça a entrevista completa com o presidente da Federação das Indústrias (Fiesc), Mário Cesar de Aguair:

 

Da Redação