Os setores mais afetados durante a pandemia da Covid-19 foram o gastronômico, bares, hoteleiros e de eventos. Com o aumento dos casos ativos do novo coronavírus e a taxa de ocupação de leitos, há apreensão devido à possíveis novas suspensões. “Um Lockdown total será um prejuízo enorme para o setor econômico de Santa Catarina. Sabemos que pequenas e médias empresas já fecharam as portas durante essa pandemia. O público não tem feito o setor movimentar e gerar rendas, mesmo”, afirmou o Presidente da Federação de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de SC (Fhoresc), Estanislau Bresolin.

De acordo com Bresolin, as empresas precisam custear a manutenção do seu negócios, precisam pagar taxas e impostos. “Não houve nenhum incentivo, sem linhas de créditos facilitadas. Precisaríamos de um olhar diferente do poder público. Realmente estamos com o setor impactado, estamos pedindo socorro”, desabafou o Presidente. Ainda de acordo com Bresolin, o cenário não é de otimismo. A preocupação dos setores é devido aos estudos que projetam uma normalidade somente em 2023, principalmente o hoteleiro.

Ouça mais detalhes na entrevista concedida pelo Presidente à Rádio Marconi:

 

Da Redação