Pelo gesto sacramental da imposição das mãos e prece de ordenação do bispo diocesano Dom Jacinto Inacio Flach, os seminaristas Claiton Silva da Conceição, 33; Davi Paulo Coelho, 31; Fernando dos Santos de Oliveira, 26; Marciel Rosa da Silva, 31; e Tiago Marcelino Comin, 30 anos, receberam o ministério diaconal sob o lema “Fazei tudo o que Ele vos disser”, extraído do Evangelho de João (Jo 2, 5).

A celebração ocorreu no Santuário Sagrado Coração Misericordioso de Jesus, em Içara. A quantidade de pessoas dentro do espaço religioso foi limitada, conforme determinam os órgãos de saúde devido à pandemia da Covid-19. Outras orientações como o distanciamento, uso de máscara e álcool gel também fizeram parte do protocolo da celebração.

No início de sua homilia, Dom Jacinto falou sobre a missão dos diáconos que, ainda este ano, farão parte do presbitério da Diocese de Criciúma. “Os diáconos são chamados ao serviço desde o início da igreja”. O Bispo falou ainda que Jesus Cristo é como o vinho, dá sentido e cor na vida das pessoas. “A água precisa ser transformada em vinho, o mundo tem muita água e falta vinho para abrir a esperança e dar sentido à vida das pessoas, a humanidade precisa ser renovada e não tem outra maneira que não seja Jesus Cristo”.

Sobre o momento em que o mundo vive diante da pandemia, Dom Jacinto frisou que “muitas notícias tristes acontecem, mas quando Deus está conosco é sempre um motivo para vermos bênçãos e graças no meio da desgraça”, e destacou que a ordenação é “um momento de grande alegria para a nossa igreja que tem a felicidade de ordenar mais cinco diáconos”.

Dom Jacinto também agradeceu o apoio e as orações de toda a comunidade, bem como a oferta material de muitos animadores vocacionais e comunidades. Ao se referir aos diáconos, o bispo enfatizou que “são um presente de Deus para a nossa igreja”. Sobre a missão e a dedicação as coisas de Deus, o bispo disse aos presentes que é preciso coragem e fé. “As coisas do mundo são todas passageiras, mas não aquilo que o Cristo já conquistou para todos nós”.

Após a reflexão, os eleitos fizeram o propósito de se consagrar ao serviço da Igreja, imitando o exemplo de Jesus Cristo, obedientes ao Bispo e seus sucessores. Seguindo o rito, os vocacionados se prostraram diante do altar, durante o canto da Ladainha de Todos os Santos. Logo após, os eleitos foram ordenados pela imposição das mãos de Dom Jacinto, que conduziu a oração da prece de ordenação. Em seguida, os ordenados receberam a estola diaconal e a dalmática, sendo as vestes diaconais entregues por seus padrinhos de ordenação. Das mãos do Bispo, receberam o Livro dos Evangelhos e foram saudados pelos presentes.

Os novos diáconos serão ordenados sacerdotes ainda este ano e continuarão fazendo seu trabalho nas paróquias em que estão a serviço. Claiton, será ordenado padre no dia 16 de julho, na Paróquia São Donato, em Içara. Marciel, será ordenado poucos dias depois, no dia 30 de julho, na Paróquia Santo Antônio de Pádua, em Sombrio. Davi, será ordenado em agosto, no dia 07, na Paróquia São João Paulo II, também na cidade de Sombrio. Fernando, celebrará sua ordenação presbiteral no dia 14 de agosto, na Paróquia Nossa Senhora da Salete, no bairro Próspera, em Criciúma. Tiago, será ordenado ao presbitério no dia 04 de setembro, na Paróquia São Paulo Apóstolo, também na cidade de Criciúma.

Diáconos falam sobre missão e agradecem

Ao final da celebração, em nome de todos os irmãos diáconos, Fernando leu a mensagem de agradecimento. “Fazei tudo o que Ele vos disser” (Jo 2, 5). Esse foi o lema que escolhemos para nortear nosso ministério diaconal. Essas palavras da Virgem Maria nos inspiram a viver constantemente a vontade do Mestre Jesus para que sejamos felizes. Ele olhou com misericórdia para nós, nos chamou, nos preparou e agora nos envia para servirmos a sua Igreja”, disse lembrando também de todas as pessoas que, de alguma forma, contribuíram na caminhada vocacional.

Da Redação