Durou apenas sete dias a classificação de risco grave da Amesc ( Associação do Municípios do Extremo Sul Catarinense) para o covid-19. Isso porque no boletim publicado na terça-feira (21) pelo Centro de Operações de Emergência em Saúde (COES) do Governo de Santa Catarina, a região aparece reclassificada com risco gravíssimo. A partir de agora, o que muda na região do extremo-sul?

O programa Comando Marconi desta sexta-feira (24) ouviu Caio Robério Barpp da Silva, que é coordenador do Comitê extraordinário regional covid 19 da AMESC e secretário de Saúde do Município de Passo de Torres.

 

A redação