A iniciativa da proposta foi do advogado Sandro Gonçalves, por meio do portal e-cidadania. Ele argumentou que aposentados e pensionistas do INSS já receberam adiantado o décimo terceiro salário de 2020 para enfrentar o início da crise causada pelo novo coronavírus. Agora, em dezembro, eles não vão receber o benefício, como explicou o advogado:

 

A sugestão legislativa recebeu mais de 30 mil apoios e foi apresentada como projeto de lei pelo presidente da Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa, senador Paulo Paim, do PT gaúcho. Segundo ele, mesmo antes da pandemia, mais de dez milhões de pessoas já dependiam da renda de idosos para sobreviver. Agora, com a crise de covid-19, esses recursos são essenciais para as famílias, disse Paim:

 

Segundo a proposta, o abono será pago ao segurado e dependentes da Previdência Social que receberam, em 2020, auxílio por acidente, doença ou reclusão, aposentadoria ou pensão por morte. As ideias legislativas podem ser apresentadas por qualquer cidadão no portal e-cidadania. Se no prazo de quatro meses conseguir mais de 20 mil apoios, a proposta é encaminhada à Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa para análise. E se aprovada na comissão, passa a ser discutida no Congresso Nacional como projeto de lei.